Santo Antão: Rádio RCM já tem o seu Conselho Consultivo, uma exigência legal (c/áudio)

Cidade das Pombas, Paul, 15 Mar (Inforpress) – A Rádio Comunitária para o Desenvolvimento da Mulher (RCM) realizou, na tarde desta quinta-feira, 14, no Paul, a primeira reunião do seu Conselho Consultivo, órgão exigido por lei, mas que até então, não tinha sido criado.

“Temos um conselho com sete elementos, pessoas idóneas, que inclui um jornalista com carteira profissional, conforme exigência legal”, disse o coordenador da RCM, José Candeias, garantindo que a Rádio já cumpre todas as exigências legais e está “completamente regularizada” para continuar a emitir.

José Candeias disse à Inforpress que já fez chegar às autoridades competentes todos os documentos que estavam em falta durante a última visita da ARC.

O processo de criação da Rádio Comunitária para o Desenvolvimento da Mulher (RCM) foi despoletado em 2003 pela AMIPAUL, organização-chapéu do projecto e as emissões foram “para o ar” em 2005, dois anos depois da apresentação do projecto e do seu financiamento pelo PNUD.

Segundo José Candeias, a RCM sobrevive com dificuldades, sobretudo financeiras, mas o objectivo vai sendo cumprido com a boa vontade de um grupo de voluntários que fazem o trabalho sem qualquer remuneração ou gratificação fixa, mas garantem uma programação regular.

“O único salário que a RCM paga é o da secretária que dá conta de todo o expediente administrativo da rádio”, garantiu José Candeias explicando que quando as receitas o permitem a direcção da RCM gratifica os colaboradores que, reitera, “trabalham voluntariamente”.

As fontes de financiamento da RCM são limitadas já que por força de lei a rádio não pode fazer publicidade de grandes empresas e só os pequenos anúncios locais e uma ou outra prestação de serviço constituem as principais receitas da rádio que tem despesas fixas importantes, nomeadamente, no que toca ao consumo de energia eléctrica, às despesas de comunicação, entre outras.

A grelha de programação é variada com programas educativos e lúdicos, programas de desporto, inclusive com a transmissão e relato dos jogos das competições de futebol da região norte de Santo Antão, além de programas de entretenimento e de interacção com os ouvintes.

A informação também faz parte da grelha de programação da RCM cujo coordenador, José Candeias, destaca “o manancial de notícias disponibilizados pela Inforpress e que são a base do noticiário emitido pela RCM”, todos os dias.

HF/FP

Inforpress/Fim