Santo Antão: Operadores turísticos “preocupados” com o estado actual do saneamento na ilha

Porto Novo, 14 Mar (Inforpress) – A situação em que se encontra a ilha de Santo Antão a nível do saneamento está a preocupar os operadores turísticos locais, que reclamam investimentos neste domínio para melhorar a imagem desta região.

Os operadores turísticos voltam a alertar para o “impacto negativo” que a lixeira intermunicipal da Ribeira Brava, na fronteira entre Porto Novo e Paul, está a ter no turismo nesta ilha que, segundo a classe, tem trazido “uma má imagem” a Santo Antão.

Conforme o operador turístico Anilton Fortes, a situação da lixeira intermunicipal constitui o maior problema que se coloca, neste momento, ao turismo em Santo Antão, uma preocupação, de resto, colocada ao ministro do Turismo, José Gonçalves, em Janeiro, aquando de uma visita de trabalho à esta ilha.

“O problema que mais preocupa os operadores turísticos em Santo Antão tem a ver com essa lixeira. Estamos mesmo agastados com essa situação”, notou este operador turístico, que alertou ainda para a proliferação do lixo ao longo dos percursos turísticos.

Os operadores turísticos querem, igualmente, investimentos das orlas marítimas, defendendo ainda a necessidade de o Governo avançar com os investimentos anunciados para o município do Porto Novo na melhoria da rede de esgotos.

O Governo já prometeu, através do fundo do turismo, disponibilizar, nos próximos três anos, “recursos substanciais” para investimentos no turismo em Santo Antão, no âmbito da estratégia de fazer desta ilha um destino turístico.

A construção de miradouros, postos de turismo e a requalificação dos itinerários turísticos são alguns dos investimento que o Governo tem estado a realizar em Santo Antão, numa parceria com os municípios,  visando potenciar o sector do turismo nesta ilha.

No Porto Novo, que deve receber, nos próximos três anos, mais de 40 mil contos do fundo do turismo, para melhorar as condições para o desenvolvimento turístico no concelho, além da criação de um posto de turismo, um centro interpretativo e quatro miradouros, todos em funcionamento, está, também, em curso, a requalificação da praia balnear de Curraletes.

JM/ZS

Inforpress/Fim