Santiago Norte: Primeiro-ministro acredita que investimentos privados vão alavancar o sector do turismo no Tarrafal

Tarrafal, 10 Jan (Inforpress) – O primeiro-ministro disse hoje acreditar que os investimentos privados no sector hoteleiro vão permitir o “arranque forte” do turismo que o município do Tarrafal de Santiago tanto precisa para alavancar as suas potencialidades turísticas.

Ulisses Correia e Silva fez estas considerações hoje, em declarações à imprensa, no final de uma visita de uma semana ao interior de Santiago, que vai no seu terceiro dia e que contemplou hoje o concelho do Tarrafal, a convite da Associação do Turismo de Santiago (ATS), com uma agenda virada para o turismo.

O governante, que visitou vários empreendimentos e projectos no concelho do Tarrafal, informou que o município vai receber seis projectos, em que uns estão em curso e outros programados, mormente estabelecimentos hoteleiros que vão ser executados.

A este propósito, destacou o “Projecto Oásis Atlântico Tarrafal Eco Resort”, cuja primeira pedra vai ser lançada no dia 14 e um outro, em Ribeira da Prata, que se encontra em “boa fase”.

Tudo isso, segundo o chefe do Executivo, “demonstra que há um “investimento importante” do sector privado, que é, aliás, na sua opinião, o que Tarrafal precisa para fazer aquele “arranque forte no turismo”, tendo em conta que sem hotéis e estabelecimentos hoteleiros de referência o turismo nesse município vai continuar a ser “muito mitigado”.

Além do município do Tarrafal, acrescentou que esta dinâmica é visível também nos outros concelhos da ilha de Santiago, tomando como exemplo o turismo de habitação, pequenas unidades que vão ser adoptadas para receber turistas, através da plataforma digital de alojamento Booking.com, que já é um “fenómeno interessante” em Cabo Verde.

Por outro lado, destacou o facto de, além das ilhas turísticas do Sal e Boa Vista, todas as outras, sobretudo as montanhosas, apresentarem potenciais turísticos “muito forte”, referindo-se ao turismo de montanha.

O turismo de montanha, que considerou de “oferta diversificada”, por estar ligado à natureza e por permitir uma ligação “muito forte” com a economia local.

Para o governante, parece ser esta a via correcta para se conseguir trazer dinâmicas económicas, mais produção agro-alimentar, mais artesanato, mais indústrias criativas, dinamização da construção civil, e que ainda vai aumentar o rendimento das famílias, reduzir o emprego para que se possa ter “menor nível de pobreza”.

Relativamente aos empreendimentos visitados, fez saber que onde haver capacidade empreendedora que o Estado vai apoiar com os instrumentos existentes, de financiamento, de apoio ao empreendedorismo, de formação profissional, ajuntando que é assim que se “combate de facto o desemprego”.

Por seu turno, o presidente da Câmara Municipal, José Nunes Soares, disse que desta visita “ficou claro o comprometimento e o engajamento do actual Governo para com o Tarrafal, particularmente na área do Turismo”.

No que diz respeito aos projectos ligados ao turismo, o autarca indicou que a primeira pedra para construção do empreendimento do Grupo Oásis vai ser lançada no dia 14, com 171 bungalows, 120 postos de trabalho directos, prevendo a sua entrada em funcionamento em Junho de 2020.

Apontou ainda o Tarrafal Beach Ekoresort (quatro estrelas), com 75 quartos que deve arrancar no primeiro semestre deste ano e entre outras iniciativas.

Com tais investimentos, diz acreditar que Tarrafal vai dar aquele “salto qualitativo” que precisava a nível do turismo, que também defendeu passa por segurança, água, rede de esgotos, hospitalidade e culinária para que possam tirar “proveito” das potencialidades do turismo existente nesse município e que não são poucas.

Neste terceiro dia de visita ao interior de Santiago, Ulisses Correia e Silva, que se faz acompanhar de alguns ministros, dos presidentes do Fundo do Turismo, do IEFP, da Pro-Empresa e da Associação de Turismo de Santiago, já esteve em Santa Cruz (terça-feira) e São Miguel (quarta-feira).

A visita prossegue esta sexta-feira ao município de Santa Catarina e culmina este sábado nos concelhos de São Salvador do Mundo e São Lourenço dos Órgãos.

FM/JMV

Inforpress/Fim