Santa Catarina: Câmara entrega sete dos 14 quartos familiares para acolhimento de turistas

São Filipe, 22 Fev (Inforpress) – A Câmara Municipal de Santa Catarina do Fogo procede hoje à entrega de sete dos 14 quartos para acolhimento de “turismo familiar”, construídos em quatro localidades do município, com financiamento do Fundo do Turismo.

A entrega das chaves das “sete suites” do projecto Casa do Turismo Rural, de um total de 14, cuja construção teve início em meados de Novembro do ano passado e tem por objectivo incentivar as famílias do município a criarem condições para receber turistas nas suas residências e ajudá-las com o rendimento.

O presidente da câmara de Santa Catarina do Fogo, Alberto Nunes, disse que com a construção, nesta primeira fase dos 14 quartos familiares e respectivas casas de banho, visa dar os primeiros passos para criar uma outra alternativa ao pólo turístico de Chã das Caldeiras, criando outras rotas que de momento se resume a São Filipe/Chã das Caldeiras/São Filipe.

Com este projecto, que contou com o financiamento do Ministério de Turismo e Transporte, através do Fundo do Turismo, pretende-se levar turistas para o centro (cidade de Cova Figueira) e para outras localidades do município e não concentrar apenas num único pólo que é Chã das Caldeiras, tentando assim criar novos percursos em que os turistas depois de Chã das Caldeiras podem passar pela cidade de Cova Figueira, com possibilidade de dormir antes de regressar a São Filipe.

A construção dos quartos ascende os 10 mil contos é financiado pelo Fundo do Turismo e beneficiam 14 famílias da cidade de Cova Figueira e dos povoados de Tinteira, Estancia Roque e Achada Furna, nesta primeira etapa.

O presidente da Câmara, Alberto Nunes,  disse a Inforpress que o desenvolvimento desta iniciativa teve um impacto positivo e várias famílias que dispõe de habitação e algum rendimento investiram na criação de condições para acolhimento de turistas.

Observou que além dos 14 quartos mais de duas dezenas foram ou estão a ser arranjadas para acolhimento de turistas, sobretudo na localidade de Estância Roque e na cidade de Cova Figueira.

Referiu ainda que num segundo momento o projecto prevê a contratação de um técnico para trabalhar com as famílias seleccionadas na área de formação de “como receber e tratar os turistas e plano de negócios”.

Além da entrega das sete suites, esta sexta-feira a câmara de Santa Catarina do Fogo proceda igualmente à entrega das chaves de duas moradias sociais, uma construída de raiz e outra reabilitada a famílias de baixa renda do município.

Ainda no domínio do turismo, Alberto Nunes disse que no quadro do Fundo do Turismo vai ser construído o miradouro de Maria da Cruz, parte baixa da cidade de Cova Figueira e com vista para o litoral.

O número de turistas que visitam Chã das Caldeiras, principal pólo turístico da ilha do Fogo, tem crescido em média de 5 a 6 por cento (%) ano, segundo os operadores turísticos de Chã das Caldeiras, o que, na perspectiva dos mesmos, é muito já que a localidade não está preparada para receber um aumento de 20 a 30%, por exemplo.

JR/AA

Inforpress/Fim