Porto Novo: Safra de cana sacarina ajuda a amenizar desemprego em algumas localidades – representantes 

Porto Novo, 17 Mar (Inforpress) – Muitos chefes de família estão envolvidos, nesta altura, na safra de cana  de açúcar no Porto Novo, Santo Antão, facto que acaba por amenizar o desemprego que afecta este município santantonense, acreditam os lideres associativos.

É  caso da Ribeira das Patas, o maior centro populacional do interior do concelho do Porto Novo, com três mil habitantes, onde o desemprego afecta, praticamente, toda a população,  situação atenuada, nesses primeiros meses deste ano, com a colheita da cana sacarina.

O representante da Associação para o Desenvolvimento Integrado da Ribeira das Patas (ADIRP), Arlindo Delgado, confirma que “muitas famílias” estão, neste momento, a conseguir o “seu ganha-pão” com o “corte de cana”, numa localidade, geralmente, afectada pelo desemprego.

Além disso, a edilidade tem aberto uma frente de trabalho nessa zona que alberga cerca de três dezenas de chefes de família, informou este líder associativo, considerando, nesta altura, “razoável” a situação social reinante em Ribeira das Patas.

Igualmente, em outras zonas agrícolas, como Ribeira da Cruz, Tarrafal de Monte Trigo, Alto Mira, Martiene, inúmeros chefes de família estão envolvidos na safra de cana sacarina, iniciada em Janeiro, prologando-se até Junho.

A passar por dois anos de seca seguidos, Porto Novo é um dos concelhos abrangidos pelo novo programa de mitigação, já desencadeado pelo Governo, no âmbito do qual este concelho vai receber, até Setembro, acções à volta de 38 mil contos.

Graças ao programa, a câmara do Porto Novo vai poder, ainda este mês de Março, assinar com o Governo um contrato-programa para a criação de empregos nas zonas mais críticas deste concelho, um dos mais afectados pelas estiagens.

JM/ZS

Inforpress/Fim