Novos embaixadores urbanos querem promover cidadania activa em prol de uma cidade mais inclusiva

Cidade da Praia, 08 Nov (Inforpress) – Os novos embaixadores urbanos da ONU Habitat querem através das intervenções e acções de sensibilização promover e incentivar a prática da cidadania activa, visando a criação de uma cidade mais inclusiva, afirmou um dos elementos do grupo, Nilson Mendes.

No passado mês de Outubro, a ONU-Habitat Cabo Verde apresentou, na cidade da Praia, 42 novos embaixadores urbanos da Boa Vontade que, num período de dois anos, vão colaborar com a organização na defesa e implementação da nova agenda urbana no país.

O grupo de embaixadores de Boa Vontade é constituído por pessoas de diversas áreas do conhecimento que têm trabalhado junto das comunidades, nomeadamente o sector do desporto, activismo social arte, dança, jornalismo, gestão e planeamento, arquitectura, engenharia, educação, empreendedorismo juvenil, economia local, música e fotografia.

É neste sentido que Nilson Mendes, Margarida Moreira, Carmelita do Rosário, Carlota Teixeira e João Pereira, mais conhecido por “Tikai”, resolveram unir as valências de Psicologia, Jornalismo e Arte, formando um grupo “coeso” e “engajado” para desempenharem essa “grande missão”.

Em declarações à Inforpress, no âmbito do Dia Mundial do Urbanismo, que se comemora hoje, o porta-voz Nilson Mendes salientou que o grupo encarou essa missão como uma aventura, tendo afirmado que se compromete em trabalhar para a melhoria das condições de vida das populações.

“Eu, enquanto psicólogo, a Margarida, Carlota e Carmelita, enquanto jornalistas, e o João Pereira ‘Tikai’ que entra com a parte cultural, juntamos as cabeças no sentido de agrupar as ferramentas e criar um só projecto e levar às nossas comunidades, uma vez que o objectivo da ONU-Habitat é consciencializar as pessoas sobre o desenvolvimento integral das cidades e os ODS”, avançou.

Durante esse período, explicou que o grupo irá promover várias actividades culturais e sociais, despertar o intercâmbio, a amizade, a solidariedade, para chamar a atenção da sociedade civil sobre as camadas sociais mais vulneráveis”

“Nossas acções assentam-se na promoção do desporto inclusivo, educação inclusiva, teatro, música, igualdade de género e entre outras, para que as cidades continuem a ser cada vez mais “sustentáveis, resilientes, seguras e inclusivas”, sublinhou.

No dia em que se comemora o dia Mundial do Urbanismo, os novos embaixadores urbanos afirmaram que estão engajados e motivados na construção de uma cidade acolhedora, cosmopolita, aquilo que é a cidade da Praia enquanto referência nacional.

Entretanto, Nilson Mendes realçou que o grupo está ciente dos desafios a serem ultrapassados, tendo neste sentido defendido a necessidade de se trabalhar na promoção da igualdade e inclusão social onde ninguém fica de fora.

Os embaixadores da Boa Vontade de Cabo Verde vão cumprir com os princípios da ONU-Habitat e trabalhar, cada um na sua área, em parceria com a organização e instituições do país, para a realização dos 17 Objectivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS).

O Dia Mundial do Urbanismo é uma data comemorativa instituída em 1949 e é celebrado anualmente a cada dia 8 de Novembro, e tem como objectivo promover a consciência, a sustentação, a promoção e a integração entre a comunidade e o Urbanismo.

A data foi sugerida em 1934 e se tornou oficial em 1949, sendo reconhecida em mais de 30 países.

CM/JMV

Inforpress/Fim