Ministro da Administração Interna congratula-se com ajuda alimentar doada pela China

Cidade da Praia, 08 Fev (Inforpress) – O ministro da Administração Interna, Paulo Rocha, congratulou-se hoje, com a ajuda alimentar doada pela China, uma oferta de 1.318 toneladas de arroz, referindo que o donativo irá beneficiar muitas famílias que se encontram em situações mais complicadas.

Paulo Rocha falava à imprensa, após a cerimónia do acto de entrega das 1.318 toneladas de arroz ao Governo de Cabo Verde pela República Popular da China, que aconteceu na cidade da Praia.

Na ocasião, o governante explicou que esta ajuda se insere na “boa relação de cooperação” entre os dois países, indicando que o produto agora doado vai ser destinado ao Programa Nacional de Ajuda Alimentar Escolar, como também ao apoio às câmaras municipais e ONG.

Sem precisar a forma de distribuição do donativo, avançou que o objectivo passa essencialmente pelo reforço do combate ao insucesso escolar e todas as associações que diariamente lidam com pessoas que carecem desse tipo de ajuda.

Já o presidente da FICASE, Albertino Fernandes, disse que as parcelas vão ser divididas conforme a resolução do Conselho de Ministros, tendo sido beneficiada com 34 por cento (%) a entidade que representa.

“Este donativo praticamente cobre todas as necessidades da FICASE, nós já há três anos, com este donativo, deixamos de comprar arroz para o nosso programa, dando prioridade a outros produtos”, disse.

Por sua vez, o embaixador da China em Cabo Verde, Du Xiaocong atestou que esta é a terceira doação, enquanto representante chinês no arquipélago, salientando a disponibilidade chinesa em ajudar Cabo Verde na vertente do reforço alimentar.

À semelhança dos anos anteriores, o referido donativo será para reforçar o programa nacional de Alimentação escolar, apoiar as câmaras municipais, instituições e ONG que trabalham com idosos, crianças e pessoas em situação vulnerável, bem como as populações a nível nacional afectadas pelo mau ano agrícola.

As 1.318 toneladas de arroz estão avaliadas em cerca de 1.500.000 dólares.

HR/ZS

Inforpress/Fim