Instituto Confúcio da Uni-CV almeja abrir curso superior da língua chinesa mandarim em Cabo Verde

Cidade da Praia, 15 Mar (Inforpress) – O Instituto Confúcio da Universidade de Cabo Verde (Uni-CV) está a ultimar os preparativos para abrir um curso superior da língua chinesa, mandarim, em Cabo Verde, revelou hoje a directora da instituição, Ermelinda Tavares.

“Queremos introduzir o mandarim na universidade como um curso superior denominado “Comprehensive Chinese Mandarim “para ser implementado dentro do plano de estudos da Universidade de Cabo Verde, sendo que neste momento mandarim já é lecionada como uma língua opcional nos liceus e universidade”, anunciou a directora.

Ermelinda Tavares que falava à Inforpress sobre o plano de actividades da instituição que dirige, adiantou que neste momento o projecto já foi entregue à reitoria da Uni-CV para seguir os devidos trâmites junto do Conselho Directivo da universidade e do Ministério da Educação.

“Este projecto só será implementado com o início do funcionamento do novo Campus da Uni-CV que será concluído em Junho de 2020, onde terá todas as condições a nível de estruturas, espaços, salas de aulas apetrechadas, laboratório de língua”, assegurou a directora explicando que a ideia é atrair os alunos que estão a estudar o mandarim nos liceus com uma oferta de um curso ministrado no país.

Por outro lado, reconheceu que será necessário também formar mais professores, e para tal o instituto vai apostar nos três estudantes bolseiros que foram para China, em Fevereiro deste ano estudar na área de aprendizagem da língua mandarim.

Para que esse projecto tenha sucesso, sublinhou que o instituto tem de batalhar com o Ministério da Educação no sentido de dar outra filosofia ao ensino da língua chinesa nas escolas, fazendo com que o mandarim seja uma língua que faça parte dos planos de estudo dos alunos e seja integrado no plano curricular.

“Se conseguirmos abrir uma turma de 20 a 30 alunos já é suficiente para darmos o pontapé de saída”, precisou a responsável, acrescentando que no âmbito das actividades tem promovido acções que visem levar alunos ao instituto para que possam ter conhecimento e se inteirar das oportunidades, mas também têm visitado escolas para falar das universidades existentes na China, dos cursos disponíveis e das bolsas de estudos.

O Instituto Confúcio na Universidade de Cabo Verde é uma instituição de formação sem fins lucrativos, que começou a funcionar em Dezembro de 2015 e que está focalizado em dois pilares, o ensino da língua e da cultura chinesa.

As aulas começaram em Janeiro de 2016 e actualmente há cerca de 1300 alunos a estudar o mandarim no arquipélago.

AV/FP

Inforpress/Fim