Hospital Agostinho Neto assinala Dia do Doente com celebração de missa

Cidade da Praia, 11 Fev (Inforpress) – O Hospital Dr. Agostinho Neto vai marcar o Dia Mundial do Doente, que se assinala hoje, 11 de Fevereiro, com uma missa no interior do estabelecimento hospitalar, disse à Inforpress o presidente do conselho de administração, Júlio Andrade.

O Hospital da Praia não optou por fazer outras actividades para assinalar a data, pois, segundo Júlio Andrade, na semana passada, no âmbito do Dia Mundial do Cancro, realizou-se uma palestra sobre cuidados paliativos um tema que abrange todos os doentes.

A data, que é assinalada num dia em que a Igreja comemora a aparição de Nossa Senhora em Lourdes, foi instituída Igreja Católica Papa São João Paulo II a 11 de Fevereiro de 1992, em memória litúrgica de Nossa Senhora de Lourdes (França) e visa expressar a solidariedade da sociedade para com aqueles que sofrem.

Por isso, no Dia de hoje, a igreja dedica orações e reflexões sobre a resposta cristã ao mundo do sofrimento humano, que vem aumentando cada vez mais, tanto em virtude das calamidades provocadas pelo homem, como pelas opções insensatas feitas a níveis individual e social.

A Igreja Católica assinala hoje o XXVII Dia Mundial do Doente indicando a “gratuidade” e o “profissionalismo e ternura” como atitudes na prestação dos cuidados de saúde.

“A dimensão da gratuidade deveria animar sobretudo as estruturas de saúde católicas, porque é a lógica evangélica que qualifica a sua ação, quer nas zonas mais desenvolvidas quer nas mais carentes do mundo”, escreveu o Papa na mensagem alusiva ao Dia Mundial do Doente.

Para Francisco, as “estruturas católicas são chamadas a expressar o sentido do dom, da gratuidade e da solidariedade, como resposta à lógica do lucro a todo o custo, do dar para receber, da exploração que não respeita as pessoas”.

O Papa Francisco recorda, ainda, que “a saúde é relacional”, afirma o valor da “interação com os outros” e da “confiança, amizade e solidariedade” e diz que o “cuidado dos doentes precisa de profissionalismo e ternura, de gestos gratuitos, imediatos e simples”.

Lembra também, na sua mensagem, que todas as pessoas precisam de cuidados de saúde e que ninguém consegue “ver-se livre da necessidade e da ajuda alheia”, pelo que convida a todos a “permanecer humildes e a praticar com coragem a solidariedade, como virtude indispensável à existência”.

Numa data como esta é importante lembrar que as pessoas doentes têm direitos que devem ser respeitados, pois, o direito à protecção da saúde está consagrado na Constituição da República e assenta num conjunto de valores fundamentais como a dignidade humana, a equidade, a ética e a solidariedade.

O XXVII Dia Mundial do Doente será celebrado de modo solene em Calcutá, na Índia, em homenagem a Santa Madre Teresa de Calcutá, um modelo de caridade que, segundo a igreja, se tornou “visível o amor de Deus pelos pobres e os doentes”.

A frase do Evangelho de São Mateus “Recebestes de graça, dai de graça” é o tema para assinalação do Dia Mundial do Doente.

Em Cabo Verde foi introduzido, pelo Conselho Nacional da Saúde, a Carta dos Direitos e Deveres dos Doente em Cabo Verde, que ressalta o direito à saúde sem discriminação, a receber cuidados apropriados ao estado de saúde, e à dignidade e a uma atitude apropriada por parte dos prestadores de cuidados de saúde.

PC

Inforpress/Fim