Guiné-Bissau/Eleições: Peritos demonstraram que processo de recenseamento foi credível – CEDEAO

Bissau, 21 Fev (Inforpress) – O comissário para os Assuntos Políticos, Paz e Segurança da Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO) disse hoje que os peritos demonstraram que o processo de recenseamento na Guiné-Bissau foi credível e transparente.

“Os peritos demonstraram a credibilidade e transparência do processo de recenseamento biométrico, baseado nas impressões digitais dos eleitores. Mais de 700 mil eleitores foram recenseados e os partidos políticos tomaram nota das correções feitas e as listas definitivas vão ser entregues à Comissão Nacional de Eleições”, disse o general Francis Awagbe Behanzin.

O comissário para os Assuntos Políticos, Paz e Segurança da CEDEAO falava aos jornalistas no final do encontro com o Presidente guineense, José Mário Vaz, para apresentar os resultados da auditoria feita por aquela organização ao recenseamento eleitoral no país, depois de denúncias de partidos políticos de alegadas irregularidades no processo.

Nas declarações aos jornalistas, o general Francis Awagbe Behanzin aconselhou a Comissão Nacional de Eleições a não ultrapassar os 350 eleitores por assembleia de voto para evitar aglomerações de eleitores e “tornar o processo mais fácil” e a enviar o material eleitoral com antecedência para as regiões.

Durante a sua estada em Bissau, o comissário da CEDEAO esteve reunido com o chefe das Forças Armadas, general Biagué, e com o comissário-geral da Polícia de Ordem Pública para analisar as condições de segurança.

A Guiné-Bissau realiza eleições legislativas a 10 de Março.

A campanha eleitoral começou sábado e decorre até 08 de Março. Candidataram-se às legislativas 21 partidos políticos.

Lusa/Inforpress

Fim