Governo promete facultar todas as informações sobre a privatização da TACV

Cidade da Praia, 14 Mar (Inforpress) – O Governo prometeu esta tarde ao parlamento facultar toda a informação sobre a avaliação da empresa TACV e da sua privatização, mas explicou que “nesta fase não pode partilhar informações detalhadas com toda a sociedade civil”.

Esta garantia foi manifestada pelo vice-primeiro-ministro, Olavo Correia, avançando que foi vendida apenas uma parte, correspondente a 51 por cento, e que restam ainda 49 por venda para ser lograda.

O governante garante que o negócio sobre a privatização “é transparente” e que executivo vai dar toda a informação em devido tempo, afirmando que “há um momento para a decisão que cabe ao Governo e um momento para a fiscalização e auditoria, que é do parlamento e das instâncias competentes”.

“A decisão não pode ser feita e tomada em praça pública, a todo o tempo”, elucidou o vice-primeiro-ministro, pedindo “calma e tranquilidade” à oposição, de forma que o processo da privatização seja conduzido com “sucesso, lisura, transparência e responsabilidade no interesse estripe da República, dos cabo-verdianos, e de todas as ilhas de Cabo Verde”.

Quanto ao transporte marítimo, avivou que o processo já está fechado e que a solução encontrada foi a melhor que se podia encontrar para o país, e que o interesse dos armadores nacionais foi salvaguardado.

Refira-se que o Grupo Parlamentar do Partido Africano da Independência de Cabo Verde (PAICV) tentou fazer com que o governo apresentasse ao parlamento a avaliação feita em Março de 2018 sobre a TACV e o acordo parassocial assinado com a empresa que ganhou a privatização desta transportadora, mas o pedido foi rejeitado

SR/JMV

Inforpress/Fim