Georgina Gemiê assume presidência da Rede de Mulheres Parlamentares da CPLP com aposta na comunicação

Cidade da Praia, 11 Jan (Inforpress) – A nova presidente da Rede das Mulheres Parlamentares da CPLP, a cabo-verdiana Georgina Gemiê, assumiu hoje a presidência da organização com aposta na comunicação, criando mecanismos para antecipar as discussões.

Em declarações aos jornalistas, Georgina Gemiê disse que ficou hoje definido na reunião de composição da Rede das Mulheres Parlamentares da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) que irá ser criado um grupo no “Viber” ou “WhatsApp” no sentido de as integrantes da rede dialogarem correntemente e discutir todos os assuntos antes das reuniões.

“Isso vai facilitar, claramente, a nossa comunicação e permitir melhoraria no funcionamento da Rede”, assegurou aquela responsável.

Questionada sobre as perspectivas para a sua presidência, Georgina Gemiê respondeu que as mesmas são “enormes”. “Cabo Verde assume uma posição importante, temos todo interesse em trabalhar conjuntamente com outros partidos, eu digo que a presidência é de todos os partidos e dos países”, afirmou.

A nova presidente da Rede das Mulheres Parlamentares da CPLP disse ainda estar disponível para “trabalhar com todos” e criar mecanismos novos para trabalho da rede das mulheres.

No leque das prioridades, Georgina Gemiê destaca a violência contra mulheres e meninas, aliás, fez saber que este foi um dos temas preponderantes na primeira reunião da Rede sob a sua presidência, ocorrida na tarde de hoje.

“Cabo Verde tem sido palco de várias violências e até de assassinatos contra mulheres. Cabo Verde trará essa preocupação para a Rede”, prosseguiu Georgina Gemiê dando conta que a rede já adiantou os planos de luta contra a Violência Baseada no Género.

“Na reunião não conseguimos concluir o plano de actividades. Mas vamos ter oportunidade de debater e receber subsídios e imputes para melhorar e adequar as necessidades de cada um dos países membros”, finalizou referindo-se aos novos mecanismos de comunicação criados.

GSF/CP

Inforpress/Fim