Secretário executivo da CPLP destaca contributo de Cabo Verde no “fortalecimento” da actuação da comunidade

Cidade da Praia, 11 Jan (Inforpress) – O secretário executivo da CPLP, Francisco Ribeiro Telles, destacou hoje o contributo que Cabo Verde tem dado no “fortalecimento” da actuação da comunidade, perspectivando que o País deixará sua marca enquanto assume a presidência.

As considerações foram manifestadas, à imprensa, após visita ao Presidente da Republica, Jorge Carlos Fonseca, encontro que ocorreu na manhã de hoje, na Cidade da Praia.

“Cabo Verde desde a constituição da CPLP tem sido um dos países mais empenhados no fortalecimento da sua actuação”, reiterou a mesma fonte, que explicou que a ideia de Cabo Verde é deixar “uma marca na sua presidência” com “questões concretas” relacionadas com o dia-a-dia do cidadão.

Segundo o diplomata, um dos assuntos tratados com Jorge Carlos Fonseca prende-se com o processo de mobilização de pessoas, principal tema da VIII Assembleia Parlamentar da CPLP, que decorre na Cidade da Praia, adiantando que “algumas propostas já estão a ser exploradas”, para de melhor forma estabelecer as medidas.

“Há propostas interessantes da parte de Cabo Verde e de Portugal, que tem a ver, numa primeira fase, criar um sistema de autorizações de residências para determinados grupos populacionais e é por aí que queremos começar”, destacou, referindo a necessidade de se aprofundar as propostas, já que a mobilidade “será sempre um processo gradual”.

Hoje, durante o seu discurso na VIII Assembleia Parlamentar da CPLP, a mesma fonte reforçou que a mobilidade “é essencial” para facilitar o conhecimento mútuo, “os tratamentos das relações sociais, culturais e económicas”, não só entre as pessoas, mas também entre os Estados.

Realçou ainda que o encontro com o Presidente da República de Cabo Verde serviu também para se falar sobre o programa dos próximos dois anos da CPLP e passar em revista as linhas de actuação e quais serão “as grandes prioridades” da presidência de Cabo Verde, em concertação com o secretariado executivo.

HR/AA

Inforpress/Fim