Conseguimos pela primeira vez definir Israel como parceiro importante para Cabo Verde – primeiro-ministro

Cidade da Praia, 13 Mar (Inforpress) – O primeiro-ministro, Ulisses Correia e Silva, faz um balanço “muito positivo” da sua visita a Israel, e afirma que, pela primeira vez, conseguiu-se definir aquele país do Oriente Médio como parceiro importante para Cabo Verde.

Em conversa com os jornalistas no final de uma visita de quatro dias realizada a Israel, Ulisses Correia e Silva disse que a mesma abriu uma nova porta e uma nova era nas relações que vão ser mutuamente vantajosas e particularmente para Cabo Verde.

“O balanço é muito positivo porque nós viemos com a intenção de reforçar as relações diplomáticas e políticas. Saímos reforçados claramente”, sustentou.

Ulisses Correia e Silva salientou ainda que foi conseguido um quadro de cooperação para o desenvolvimento institucional, que permite aproveitar tudo que são experiências positivas de Israel no sector agrícola e da irrigação, das tecnologias de informação e comunicação de startups.

“Isto também está afirmado e em terceiro lugar abre-se a possibilidade de nós celebrarmos um acordo global de cooperação que vai dar corpo a acções muito concretas que iremos definir no futuro. Resumindo saímos satisfeitos porque conseguimos, pela primeira vez, definir Israel como “parceiro importante” para Cabo Verde”, afirmou.

Durante a sua visita, Ulisses Correia e Silva manteve um encontro bilateral com o seu homólogo, Benjamim Netanyahu, e encontros de trabalho e visitas às instituições e empresas com know-how em sectores importante para Cabo Verde como agricultura, água, turismo e energia renováveis e segurança.

Nesta visita o chefe do Governo esteve acompanhado pelo ministro dos Negócios Estrangeiros e Comunidades, Luís Filipe Tavares, pelo ministro da Administração Interna, Paulo Rocha, pelo ministro da Agricultura e Ambiente, Gilberto Silva, e pelo embaixador de Cabo Verde junto de Israel, Carlos Veiga.

É a primeira vez que uma delegação cabo-verdiana deste nível visita aquele país cujos laços de amizade e cooperação já vêm de vários anos.

MJB/ZS

Inforpress/fim