Comissão Permanente de Língua, Educação, Ciências e Cultura analisa programa de mobilização de estudantes no espaço da CPLP

Cidade da Praia, 10 Jan (Inforpress) – A comissão Permanente de Língua, Educação, Ciências e Cultura da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) esteve hoje reunida, na cidade da Praia, para analisar o programa “Pessoa”, que visa a mobilidade dos estudantes no espaço da CPLP.

Este encontro, que acontece no âmbito da VIII Assembleia Parlamentar da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa, que decorre esta quinta e sexta-feira, na Assembleia Nacional, sob o lema “CPLP- Uma comunidade de Pessoas”, visa analisar algumas questões ligadas à Língua, Educação, Ciências e Cultura.

A reunião iniciou-se com a constituição da mesa, cuja presidência foi assumida por São Tomé e Príncipe e a vice-presidência pelo Brasil, enquanto o cargo de secretário foi para a Guiné Equatorial, mas que até o fim da primeira parte do encontro não tinha comparecido.

Em declarações à Inforpress, a presidente da comissão, a deputada de São Tomé e Príncipe Celmira do Sacramento, disse que neste primeiro momento estão a analisar um dos projectos em carteira que é o programa “Pessoa”, que visa a mobilidade dos estudantes a nível dos países da CPLP.

Explicou que este programa ainda não foi implementado, pois está na fase “embrionária”, e este primeiro encontro de trabalho foi essencialmente para fazer o ponto de situação de cada país no processo da sua implementação. O programa é coordenado pela deputada portuguesa Elsa Pais.

“Nós conseguimos através da deputada Elsa a interacção entre o programa “Pessoa” e a Associação das Universidades. Estamos a ver se conseguimos por via desta instituição desenvolver os trabalhos, portanto está num bom caminho e todos os países da CPLP estão engajados para que esse programa avance, mas ainda não temos nada definido”, disse, acrescentando que só nas próximas reuniões é que estarão em condições de fazer o ponto de situação.

Neste encontro, afirmou, contam com a representação de todos os deputados dos países da CPLP, com excepção da Guiné Equatorial, que entrou ultimamente para a CPLP.

Celmira do Sacramento assegurou que apesar da Guiné Equatorial não ter participado nesta reunião, tem demonstrado o seu engajamento para que este programa avance.

“Estão também engajados, aliás, precisam porque eles falam espanhol e precisam do português. Precisando do português o programa “Pessoa” vai-lhes ajudar quando houver a mobilidade de estudantes para os países da CPLP que falam português”, frisou.

A reunião da Comissão Permanente de Língua, Educação, Ciências e Cultura será retomada no período da tarde em que os deputados vão continuar a analisar este programa e outros assuntos.

AM/ZS

Inforpress/Fim