Cadáveres encontrados em embarcação perto do Tarrafal de Santiago são de pescadores senegaleses

Cidade da Praia, 11 Jan (Inforpress) – Os corpos encontrados na terça-feira numa embarcação perto do Tarrafal de Santiago são de quatro pescadores senegaleses que se encontravam num grupo de sete, desaparecidos desde Dezembro, avançou a imprensa senegalesa.

Segundo o portal Ndarinfo, após um processo de identificação, constatou-se que o barco pertenceria aos pecadores cujo desaparecimento foi relatado há vários dias.

A mesma fonte refere ainda que a informação foi “suficiente para as famílias das vítimas, residentes da localidade Nguet Ndar, em Saint-Louis, lamentar seus entes falecidos”.

A embarcação de boca aberta, com 15 metros de cumprimento, foi encontrada por um barco de pesca cabo-verdiano que, por sua vez, avisou as autoridades marítimas, por volta das 08:00 de terça-feira, 08 de Janeiro.

Em declarações à imprensa, o capitão do Portos de Sotavento, Manuel Claudino Monteiro, disse se tratar de uma embarcação típica de pesca artesanal da sub-região oeste africana, normalmente utilizada na pesca artesanal. A mesma foi rebocada do local em que foi encontrada para o cais da Cidade da Praia.

O resgate dos corpos aconteceu, segundo este responsável, numa operação que decorreu das 09:00 até às 17:00, envolvendo todas as autoridades policiais e marítimas nacionais.

No local, a médica da Delegacia de Saúde da Praia disse que “numa análise externa dos corpos, tudo aponta para morte natural por desidratação”.

GSF/CP

Inforpress/Fim