Cabo Verde pretende criar mercado comum de artes, cultura e indústrias criativas

Cidade da Praia, 08 Jan (Inforpress) – O Ministério da Cultura e da Indústrias Criativas socializa esta quarta-feira, em Portugal, a proposta da criação do mercado comum de artes, cultura e indústrias criativas, no âmbito na presidência cabo-verdiana da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP).

O encontro de trabalho que terá lugar na sede da UCCLA (União das Cidades Capitais de Língua Portuguesa), em Lisboa, segundo um comunicado do Governo, é realizado em parceria com a mesma organização e a Embaixada de Cabo Verde em Portugal.

Neste encontro serão socializadas as ideias à volta de temas como a mobilidade cultural, mercado comum, parcerias para a mobilidade internacional de artistas criadores e obras de arte no quadro da CPLP.

A ideia, apontou a mesma fonte, é no sentido de se alavancar o programa cultural e desenvolver um programa de criação de um espaço e de uma dinâmica cultural que também propicie trocas económicas assente na mobilidade de agentes, bens e serviços.

“Em cima da mesa irão estar desafios prementes como formas de articulação para favorecer o programa cultural da CPLP e a formulação de tipos de iniciativas que poderão ser desenvolvidas com a participação da UCCLA e dos municípios no sentido de se concretizar o almejado mercado comum de artes, cultura e indústrias criativas”, lê-se no comunicado.

Este encontro contará com a presença do ministro da Cultura e das Indústrias Criativas, Abraão Vicente, os presidentes da UCCLA, e ainda os presidentes das câmaras municipais de Lisboa, Cascais, Oeiras, Odivelas, Sintra, Almada e Amadora.

AM/ZS

Inforpress/Fim