Cabo Verde é o primeiro país africano a acolher o workshop internacional sobre as TIC

Cidade da Praia, 21 Jan (Inforpress) – Cabo Verde é o primeiro país africano a acolher o workshop internacional sobre as Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC), pelo que constitui uma “honra” para os organizadores deste evento, diz Nazim Agoulmine.

Em declarações à imprensa à margem dos trabalhos deste workshop, o autor da iniciativa de trazer este evento ao arquipélago afirmou que a escolha do país se deve ao facto de, por um lado, existir em Cabo Verde uma infra-estrutura de internet que “funciona muito bem” e, por outro, porque o país dispõe de uma “tecnologia muito avançada” nesse domínio.

“Cabo Verde é um país que está na intercepção entre Europa, África e Américas e, daí a importância em acolher este workshop sobre avanços em infra-estruturas e serviços das TIC”, precisou Nazim Agoulmine, ressaltando que a África é um continente “muito importante” no contexto da competição internacional no domínio da informação e comunicação.

Segundo Domingos Andrade, coordenador do Grupo Disciplinar, Informática e Tecnologias Multimédia da Universidade de Cabo Verde, os participantes internacionais deste workshop já se encontram na capital do país, sendo que alguns, devido a alguns “constrangimentos pessoais” não vão estar presentes.

António Fernandes, presidente do conselho de administração do Núcleo Operacional da Sociedade de Informação (NOSI) foi o primeiro a dissertar sobre as infra-estruturas das telecomunicações em Cabo Verde, ao qual se seguiram as intervenções dos autores que submeteram os seus artigos à conferência.

“Tratando-se de uma conferência internacional, as pessoas tinham que submeter as suas comunicações à organização para serem aceites e só depois dissertar sobre os mesmos”, esclareceu Domingos Andrade.

Da parte de Cabo Verde, prossegue Andrade, está prevista a apresentação de cinco painéis por professores, um antigo aluno da Uni-CV e da Cabo Verde Telecom.

Este workshop constitui um fórum de discussão de apresentações técnicas dos mais recentes avanços teóricos e tecnológicos em TIC, orientados para resolver os desafios de sociedade, seja nos países desenvolvidos, seja nos em desenvolvimento, como é o caso de Cabo Verde.

Tem como objectivo desenvolver a ligação entre os cientistas da academia e a da indústria em todo o mundo, desvanecer o fosso digital entre países e organizações e permitir que todos tenham acesso ao conhecimento mais recente.

Brasil já acolheu três edições deste workshop, seguido de Estados Unidos da América, França  e Chile.

Este workshop é organizado pela Faculdade de Ciências e Tecnologia da Uni-CV.

LC/ZS

Inforpress/Fim