Bravenses manifestam-se em frente ao Palácio do Governo reivindicando melhores condições para sua ilha (c/áudio)

Cidade da Praia, 15 Mar (inforpress) – Um grupo de pessoas, naturais da ilha Brava, manifestou-se hoje em frente ao Palácio do Governo, reivindicando melhores condições para a ilha, alegando que o Executivo “não tem assumido” as responsabilidades para com os cidadãos locais.

De acordo com a porta-voz do grupo, Patrícia Martins, a manifestação tem como objectivo dar continuidade à manifestação realizada na semana passada na Brava, juntando vozes para “reivindicar as promessas feitas, e não cumpridas”.

“Chega de promessas, as preocupações de todos os bravenses é que o Governo comece a olhar para esta ilha, como faz nas outras”, explicou, sublinhando que o povo bravense tem sofrido bastante e que uma mudança de atitude está a surtir efeito com as manifestações realizadas.

Conforme Patrícia Martins, há casos de morte na ilha por falta de transporte, negligência médica, sem que tenha havido qualquer atribuição de responsabilidades, “o que tem causado revolta” entre todos os bravenses.

“O Governo esqueceu-se que o País tem mais uma ilha, não temos saúde, não tem educação, não temos transporte, nem meios de evacuação de doentes e nem plano de emergência para catástrofe eminente na ilha Brava, por causa dos sismos”, afirmou.

De acordo com Patrícia Martins, as manifestações de reivindicação vão continuar “dentro dos meios legais” e um grupo já está a preparar um movimento na diáspora, com o mesmo objectivo.

Cerca de 50 pessoas estiveram em frente ao Palácio de Governo, exibindo cartazes com vários slogans como “Basta, Brava també é Cabo Verde”, “Chega de promessas” e “Queremos ser” ouvidos.

HR/FP

Inforpress/Fim