Boa Vista: Arranca primeira fase das obras do campo relvado em João Galego

Cidade da Praia, 09 Fev (Inforpress) – A Câmara Municipal da Boa Vista procedeu hoje ao arranque da primeira fase das obras de construção de uma nova vedação e colocação de relva sintético no campo “Ca Gadja” em João Galego.

Segundo um comunicado da edilidade publicado na sua página oficial do Facebook, as obras estão orçadas em cerca de 16 mil contos, numa pareceria entre a Câmara Municipal da Boa Vista e o consórcio Elevo – Evolution Engenharia/Armando Cunha, e deverão ficar concluídas em Junho de 2019.

O presidente da câmara, José Luís Santos, mostrou-se satisfeito com o arranque da primeira fase das obras de construção do campo “Ca Gadja”, tendo afirmado que os jovens da zona norte da ilha há muito que esperavam para ter um campo relvado.

“Apesar das dificuldades financeiras a Câmara Municipal da Boa Vista tem feito um grande esforço para melhor as infraestruturas desportivas existentes na ilha das Dunas”, frisou o autarca, realçando que estas obras são uma promessa eleitoral tornado realidade.

O campo de João Galego – “Ca Gadja”, visa proporcionar a zona norte um campo de relva artificial, onde seja possível receber jogos oficiais de futebol de 11, com 90 m x 58m, garantindo todas as condições regulamentares de conforto e segurança.

A construção do referido espaço faz parte de um conjunto de obras estruturantes que a edilidade tem em curso visando melhorar o nível de acessibilidade, qualidade de vida dos munícipes.

No passado dia 25 de Janeiro, foi assinado na “ilha das Duna”, um auto de consignação para a realização da segunda fase das obras de expansão do bairro de Boa Esperança, um projecto que considerou “importante” para a ilha cujas obras arrancam no próximo dia 11 de Fevereiro e estão orçadas em cerca de 119 mil contos.

O projecto consiste na infraestruturação do referido bairro que será dotado de rede de esgoto, telecomunicações, electricidade e posteriormente será feita a fase de pavimentação geral das obras para a criação de lotes para habitação.

O auto de consignação foi assinado pela Direcção Geral das Infraestruturas do Ministério das Infraestruturas, Ordenamento do Território e Habitação, a Câmara Municipal da Boa Vista, o Fundo do Turismo, a Sociedade Desenvolvimento Turístico das Ilhas da Boa Vista e Maio, gabinete de Fiscalização a PROCON e a empresa adjudicatória a Elevolution Engenharia.

Além do projecto de requalificação do bairro Boa Esperança a autarquia tem em curso outros projectos, a nível requalificação urbana, desportivos, sociais para impulsionar o desenvolvimento da ilha.

CM/CP

Inforpress/Fim