Acrides atesta engajamento do Presidente da República na protecção da criança contra exploração e abuso sexual (c/áudio)

Cidade da Praia, 08 Fev (Inforpress) – A presidente da Associação das Crianças Desfavorecidas (Acrides) confirmou hoje, na cidade da Praia, o engajamento do Presidente da República em assumir a protecção da criança contra a exploração e o abuso sexual.

Lourença Tavares falava à Inforpress à saída de uma audiência com o Chefe de Estado cabo-verdiano, Jorge Carlos Fonseca, que teve como objectivo a entrega do relatório da capitalização que foi feito sobre o projecto “Reforçar as Capacidades para Melhor Prevenir e Combater a Exploração e os Abusos Sexuais das Crianças e Adolescentes em Cabo Verde 2017 e 2018”.

“Também serviu para, nessa entrega do relatório, entregarmos ao senhor Presidente da República o Livro de Ouro onde ele escreve o engajamento dele enquanto Presidente da República nesta grande luta de todos nós para o bem das nossas crianças”, acrescentou a presidente da Acrides.

O projecto que visa fortalecer a protecção de crianças e adolescentes contra o abuso e a exploração sexual em Cabo Verde, reforçando as capacidades profissionais dos actores de protecção à criança e consciencialização do público teve como resultado principal a criação de uma Rede Nacional para combater o abuso e a exploração sexual de crianças, para fins comerciais e turísticos.

O projecto de carácter social tem como um dos objectivos específicos compartilhar com o Governo, parceiros técnicos e financeiros e a sociedade civil, os resultados sistemáticos e as recomendações nacionais e internacionais sobre esta causa.

A Acrides, segundo a sua presidente, quer o engajamento de todos os cabo-verdianos de toda a família, de todas as instituições porque, justificou, quer o turismo para o desenvolvimento do país, mas também quer “prioridade absoluta” para as crianças em situação de vulnerabilidade.

Segundo a mesma fonte, a Rede Nacional já esteve com a representante das Nações Unidas, a Embaixada dos Estados Unidos e com a Cooperação Portuguesa. Tem ainda previsto encontros com o primeiro-ministro, no dia 15 de Fevereiro, o ministro da Administração Interna e o presidente da Câmara Municipal de São Miguel.


JX/ZS

Inforpress/Fim