V!VA Imagens abre inscrições para 9ª edição do Festival Internacional de Cinema a realizar-se na ilha do Sal

Espargos, 17 Ago (Inforpress) – A agência V!VA Imagens já abriu as inscrições para a 9ª edição do Festival Internacional de Cinema, a realizar-se no Sal, de 09 a 13 de Outubro do ano em curso.

Cabo Verde International Film Festival (CVIFF) chega à sua nona edição visando promover junto ao público o aspecto formador da actividade cinematográfica.

Realizado, anualmente, pela agência V!VA Imagens, as inscrições dos filmes para participação no Festival Internacional de Cinema, estão abertas até 31 de Agosto.

O Festival Internacional de Cinema de Cabo Verde, como habitualmente, propõe uma programação para durante uma semana movimentar a ilha turística com um naipe “excepcional” de filmes, em diferentes classes, nomeadamente longa-metragem, longa-metragem documentário, curta-metragem, curta-metragem documentário, e o Prémio Parda, que vai para o melhor filme desta edição.

O Prémio Parda bem como os de melhor curta-metragem, melhor curta-metragem documentário, melhor longa-metragem e melhor longa-metragem documentário, são votados pelos membros do júri do festival, sendo os vencedores anunciados durante o encerramento do CVIFF.

À semelhança das edições anteriores o evento visa congregar arte, cinema e indústria cinematográfica, através da exibição dos filmes inscritos, teatro, workshops, subordinados à arte do cinema, entre outras actividades.

Desde logo, a produtora executiva, Suely Neves, augurando participação de realizadores cabo-verdianos, residentes em Cabo Verde, espera, também desta vez, contar com uma boa adesão do público para engrandecer a votação do melhor trabalho cinematográfico.

Com cerca de 200 filmes já exibidos durante esses anos, desde 2010, ano do arranque do festival, organizado por um grupo de jovens cabo-verdianos/americanos, acredita-se que o Festival Internacional de Cinema, vem ganhando a cada ano mais importância e interesse, permitindo a comunidade salense e não só, experimentar o poder do cinema.

SC/CP

Inforpress/Fim