Vinte cadáveres de migrantes resgatados na costa de Melilla

 

Melilla, 04 Fev (Inforpress) – As autoridades espanholas e marroquinas resgataram no sábado cerca de 20 cadáveres de migrantes a cinco milhas da costa da cidade espanhola de Melilla, no norte de África, após os corpos terem sido avistados à deriva no mar.

De acordo com a agência de notícias espanhola Efe, os migrantes de origem subsaariana terão tentado chegar, por via marítima, à costa de Espanha numa altura em que foi decretado um aviso amarelo pela agitação marítima junto a Melilla.

Fontes governamentais desta cidade autónoma (que pertence a Espanha, mas está situada no norte de África) disseram à Efe que os cadáveres foram avistados por uma embarcação de passageiros da empresa Trasmediterranea, que tinha saído pelas 15:00 de sábado de Melilla em direcção à província espanhola de Almeria.

Meia hora depois, a empresa avisou a Marinha espanhola sobre os cerca de 20 corpos que tinha visto a flutuar no mar.

Foram iniciadas, de imediato, manobras de salvamento desta estrutura em coordenação com a equipa especial de actividades subaquáticas da Guardia Civil (polícia espanhola) e com as autoridades marroquinas, uma vez que os corpos já se encontravam perto de Marrocos.

Dado o estado do mar, estas estruturas continuaram a patrulhar a zona durante a noite de sábado e, quando regressavam a Melilla, avistaram mais um corpo

Lusa/Fim