VIII Encontro de Escritores de Língua Portuguesa traz escritores da UCCLA à Cidade da Praia

Cidade da Praia, 17 Abr (Inforpress) – A Cidade da Praia recebe de 19 a 21 do corrente o VIII Encontro de Escritores de Língua Portuguesa, iniciativa que envolve letrados da UCCLA, e que homenageia o ensaísta Jaime Figueiredo, referenciado como o “grande vulto das letras cabo-verdianas”.

Numa organização conjunta da Câmara Municipal da Praia e União das Cidades Capitais de Língua Portuguesa (UCCLA), o colóquio vai decorrer sob o lema “A Cidade e a Literatura: Conexões entre Cidadania, Criatividade e Juventude”, e enquadra-se, ainda, nas actividades comemorativas dos 160 anos elevação da Cidade da Praia à capital cabo-verdiana, que se assinala a 29 deste mês.

Em conferência de imprensa realizada esta manhã, o vereador da Cultura revelou que esta edição vai ser dedicada ao tema “A Cidade e a Literatura”: Conexões entre Cidadania, Criatividade e Juventude”, abarcando os subtemas “Literatura e Cidadania”, “Literatura e Criatividade”, e “Literatura e Juventude” e terá como palco a Universidade de Cabo Verde, no Palmarejo.

Para António Lopes da Silva, “pretende-se com este tema reflectir sobre as relações tensas, por vezes contraditórias, entre a Literatura (incluindo as diferentes formas de expressão artística por texto e imagem) e o desenvolvimento moderno da cidade, muitas vezes com atropelo para o desenvolvimento urbano/ambiental/económico sustentável”.

Quanto ao escritor homenageado, sublinha que Jaime Figueiredo, (1905-1974) foi antigo conservador da Biblioteca Municipal da Praia, referenciado como um ensaísta, crítico, dramaturgo e artista plástico, cuja obra vai ser apresentada pelo vice-presidente da Académica de Letras, Jorge Tolentino.

Esta conferência conta com a participação 20 escritores dos diferentes países membros da UCCLA, estando Cabo Verde representado por autores como Natacha Magalhães, Nuno Rebocho, Jorge Tolentino, Leão Lopes, Hermínia Curado, Judite Nascimento, Fátima Fernandes, Joaquim Arena, Manuel Brito Semedo e Jorge Carlos Fonseca, o Presidente da República.

Do estrangeiro estarão presente nesta VIII Conferência escritores como José Carlos Vasconcelos, António Carlos Cortez, Inês Barata Raposo (Portugal), Conceição Queiroz, (Moçambique), Concha Rousia (Galiza, Espanha), David Capelenguela (Angola), Luís Costa (Timor-Leste), Olinda Beja (São Tomé e Príncipe), Tony Tcheka (Guiné Bissau) e Zhang Weimim (China).

A ocasião vai ser aproveitada para diálogo de convívio e troca de experiência entre os escritores cabo-verdianos e de diferentes países participantes, tendo o próprio autarca da capital, Óscar Santos, na sua mensagem à organização deste evento, considerado que a Cidade da Praia “encontra nas suas gentes e na sua cultura, a energia dinamizadora para ultrapassar os desafios que o clima e a geografia lhe impõem”.

O coordenador cultural da UCCLA, Rui d’Ávila Lourido, presente nesta conferencia de imprensa, lembrou que a UCCLA envolve 45 cidades nos cinco continentes, dos quais sete no Brasil, 26 em África, nove em Europa, duas em Timor Leste, e a cidade de Macau na China e que os temas abordados trarão ao país escritores que possam discutir as consequências, motivações e limitações do ponto de vista do desenvolvimento urbano.

SR/JMV

Inforpress/Fim