Vendedeiras do mercado do Plateau realçam importância da sensibilização e informação sobre o cancro da mama

 

Cidade da Praia, 14 Out (Inforpress) – As vendeiras do mercado do Plateau, na Cidade da Praia acharam “importante” a iniciativa de sensibilização e passagem de informações sobre prevenção contra o cancro da mama e do colo do útero com a qual foram contempladas este sábado no seu local de trabalho.

“É uma boa iniciativa da Associação Cabo-Verdiana de Luta Contra o Cancro (ACLCC), em parceria com Associação WeBelieve porque a população ainda não está instruída sobre o cancro, principalmente sobre as consultas de rotina que devem fazer sobre esta doença”, sublinhou a dona de casa Cláudia Martins, que dispensou alguns minutos à Inforpress, antes de iniciar as compras no mercado.

Por seu turno, a vendeira, Elisângela Freire Mendes “Elsa”, louvou também a iniciativa da ACLCC e disse que às vezes faz a consulta para saber se não tem cancro.

Apesar de não fazer consulta regularmente, Elisângela Freire Mendes aconselha as mulheres a seguirem os conselhos da associação e a procurarem os médicos para o controlo da doença.

Conforme disse à Inforpress, com esta informação vai sensibilizar mais pessoas no sentido de fazerem a consulta a fim de se prevenirem contra esta doença.

“Já ouvi falar do cancro da mama, mas nunca fiz uma consulta para saber se tenho ou não esta doença”, confessou a vendeira Maria da Luz Soares Paiva, que admitiu também que tem falhado ao não ir à consulta.

Maria da Luz Soares Paiva que reconheceu a importância do rastreio do cancro, realçou que com esta informação e sensibilização por parte da ACLCC vai a partir de agora procurar um médico com mais regularidade.

Com o objectivo de combater as doenças oncológicas que estão a aumentar a nível mundial e também em Cabo Verde, o ministro da Saúde, Arlindo do Rosário disse que o governo vai apostar fundamentalmente na prevenção e sensibilização.

“O tratamento destas doenças para além de nem sempre ter sucesso é caríssimo. E o país ainda não tem condições para fazer o tratamento destas doenças em toda sua globalidade”, informou o ministro.

Avançou, contudo, que o objectivo do governo é apostar claramente na prevenção e no diagnóstico precoce, em relação ao cancro da mama e do colo uterino.

“É fundamental a aposta na sensibilização da população sobre estas doenças que constituem praticamente a segunda causa da mortalidade em Cabo Verde e uma das principais razões para as evacuações para o exterior”, confirmou Arlindo do Rasário.

O ministro sublinhou que é importante apostar na prevenção tendo em conta as implicações destas doenças no domínio económico, financeiro, social do país e na própria qualidade de vida das pessoas.

“A recomendação que deixamos é no sentido de a mulher fazer regularmente a sua consulta e siga os conselhos dos médicos especialistas”, salientou o ministro.

Durante o mês de “Outubro Rosa” que decorre sob o lema “Prevenir o cancro é um ato de amor. Ame-se”! será promovido “um importante calendário de actividades que visa essencialmente, a partilha de informação com a sociedade civil relativamente ao cancro da mama, a sensibilização para o autoexame, a identificação dos factores de risco e a promoção de uma vida saudável.

JL/FP

Inforpress/Fim