Vacina contra febre amarela entra no Programa Nacional de Vacinação de Cabo Verde

Cidade da Praia, 21 Jun (Inforpress) – Cabo Verde vai incluir a vacina contra a febre amarela no calendário nacional de vacinação e o lançamento oficial será presidido sexta-feira, em Santa Cruz, Santiago, pela directora regional OMS para a África, Matshidiso Moet.

O anúncio foi feito pelo ministro da Saúde e da Segurança Social, Arlindo do Rosário, em declarações aos jornalistas, à entrada para uma reunião de trabalho com a responsável da OMS para a África, que iniciou hoje uma visita de dois dias a Cabo Verde.

“Já existe vacinação para grupos-alvo e queremos introduzir a vacina no programa alargado de vacinação. Portanto, começaremos a ter a vacinação desde a infância. É fundamental. Com o tempo, teremos praticamente toda a nossa população imunizada contra essa doença”, disse Arlindo do Rosário.

Vai-se ainda, durante a visita de Matshidiso Moet fazer o lançamento oficial da campanha anual de luta antivectorial (pulverização contra mosquitos).

“Desde do ano passado as equipas de luta anti-vectorial foram reforçadas, estão no terreno, a campanha já iniciou”, afirmou o ministro indicando que se pretende “trazer e envolver a população” nessa luta intersectorial, que conta também com o envolvimento de outros ministérios, nomeadamente do Ambiente e da Educação, e de câmaras municipais.

O acto central do lançamento desta campanha, explicou Arlindo do Rosário, acontece na Cidade da Praia, mas a orientação é que o mesmo seja assinalado noutros concelhos. O propósito, conforme disse, é passar a ideia que todos estão empenhados na luta contra a transmissão das doenças transmitidas por mosquitos.

Cabo Verde registou um surto de mais de 400 casos de paludismo em 2017. Entretanto, o arquipélago é o único país africano em fase de pré-eliminação da doença até 2020.

GSF/CP

Inforpress/Fim