UCID considera que o Governo não tem tido capacidade de gerar riqueza suficiente para combater o desemprego

Cidade da Praia, 15 Abr (Inforpress) – A União Cabo-verdiana Independente e Democrática (UCID) considerou, no domingo, que a situação de desemprego é “gritante” e que o Governo não tem tido capacidade de gerar riqueza suficiente para combater esse flagelo que atinge sobretudo a população jovem.

A constatação foi feita pelo presidente da UCID, António Monteiro, em declarações à Inforpress, à margem dos contactos que efectuou com as populações de São Pedro Lata, Praia, para se inteirar “in loco” da situação socioeconómica das famílias e das perspectivas da juventude.

“A problemática do desemprego é gritante.  Pensamos que, infelizmente, o Governo não tem tido a capacidade com as políticas económicas que tem tomado de gerar riqueza suficiente para combater o desemprego”, apontou o líder dos democratas-cristãos.

Para António Monteiro, o desemprego é um dos maiores problemas dos jovens desta localidade e, segundo ele, as informações sobre formação profissional não têm chegado da melhor forma.

“Aproveitamos para os elucidar [os jovens] de que devem procurar o Instituto de Emprego e Formação Profissional (IEFP) no sentido de usufruírem dessa disponibilidade de formação sendo que o Governo anunciou que havia algumas formações gratuitas”, sublinhou.

Outro aspecto que preocupa a UCID é a questão da acessibilidade que, segundo António Monteiro, vai demorar algum tempo, já que os trabalhos na zona de Pensamento estão “muito lentos”, e, mais uma vez, a população dessa zona poderá ter dificuldade de acesso sendo que brevemente arranca a época das chuvas.

“Em relação a segurança, em princípio, sentem-se um pouco mais seguras, mas é preciso que os policiais continuem a fazer o trabalho de patrulhamento com maior frequência para solidificar nas pessoas o sentimento de segurança”, advogou o presidente da UCID, indicando que a questão dos tectos das habitações afecta também a população desta zona.

Por outro lado, apelou ao Governo a dar uma maior atenção a Cadeia Central de São Martinho, onde, segundo o líder da UCID, tem tido vários casos de suicídio nos últimos tempos e a criar condições para que os reclusos possam receber visitas.

António Monteiro foi acompanhado pelos deputados da nação, Dora Pires e João Santos Luís e militantes do partido.

AV/CP

Inforpress/Fim