Trump garante que negociações sobre cimeira com Coreia do Norte “estão a correr bem”

Washington, 27 Mai (Inforpress) – O presidente dos EUA afirmou que as negociações sobre a cimeira com o líder norte-coreano estão “a correr bem” e garantiu que a sua Administração está a trabalhar para que o encontro se realize a 12 de Junho.

“Há muita gente a trabalhar nisso e está a avançar. Estamos a apontar para 12 de junho em Singapura e isso não mudou”, afirmou Donald Trump aos jornalistas presentes na receção ao preso norte-americano libertado pela Venezuela, Joshua Holt.

Donald Trump decidiu quinta-feira cancelar a cimeira devido a comentários “hostis” da Coreia do Norte contra a Administração norte-americana, que incluíram um comunicado com insultos ao vice-presidente Mike Pence e com a ameaça de “confrontação nuclear” caso não houvesse encontro.

Já na sexta-feira, Trump afirmou que os Estados Unidos estavam “a conversar” com a Coreia do Norte e declarou que “toda a gente faz jogos”.

“Vamos ver o que acontece, é possível que possa ser a 12 de junho”, respondeu então Trump aos jornalistas, na Casa Branca, quando questionado sobre a cimeira, acrescentando: “Eles querem muito, nós gostaríamos de fazer!”

No sábado, o presidente da Coreia do Sul, Moon Jae-in, e o líder do Norte, Kim Jong-un, reuniram-se de surpresa e em segredo para tratar da realização da cimeira entre o dirigente norte-coreano e o presidente norte-americano, Donald Trump.

Os líderes das duas Coreias, ainda em guerra tecnicamente, celebraram uma primeira cimeira a 27 de abril, tendo então feito uma declaração em que se comprometiam a trabalhar para alcançar a “total desnuclearização” da península coreana.

Segundo as fotografias divulgadas pelo gabinete presidencial, o encontro que mantiveram os dois líderes na zona norte da chamada Zona de Segurança Conjunta contou também com a presença dos chefes da inteligência (serviços secretos) de ambos os países, Suh Hoon (Sul) e Kim Yong-chol (Norte).

Inforpress/Lusa/Fim