Tribunal aplica termo de identidade e residência à idosa de 75 anos suspeita de tráfico de estupefacientes

Cidade da Praia, 10 Ago (Inforpress) – O Tribunal da Comarca da Praia aplicou termo de identidade e residência (TIR) a uma idosa de 75 anos suspeita de tráfico de estupefacientes na localidade de Pensamento, bairro subúrbio da Cidade da Praia.

De acordo com uma nota da Polícia Judiciária (PJ), a septuagenária foi detida na quarta-feira, 08, em flagrante delito, em cumprimento de um mandado de busca e apreensão efectuada pela Secção Central de Investigação de Tráfico de Estupefacientes (SCITE) – Brigada Interna.

Conforme a PJ, a idosa possuía no quintal de casa, junto a algumas plantações de banana, mandioca e cana, seis pés de uma planta suspeita que, depois de submetidos a exame laboratorial confirmaram tratar-se de cannabis. O peso bruto dessa planta foi aproximado de 3.055 gramas.

Ainda na Cidade da Praia, o Tribunal aplicou TIR a um jovem de 17 anos, residente em Tira Chapéu, acusado da prática de um crime de assalto à mão armada.

O jovem, diz em nota a PJ, é suspeito de ter assaltado dois rapazes no mesmo dia, dos quais um menor de 12 anos, no bairro da Fazenda, o que acabou por desencadear uma briga e revolta de populares.

Estes “confirmaram tratar-se de um conhecido assaltante, cujas actuações ocorrem frequentemente nos arredores do bairro”, acrescenta o documento que realça ainda que o suspeito sofreu um golpe de faca, sem gravidade, desferido por outro jovem de 19 anos, a segunda vítima do assalto.

A polícia científica também informa que o Tribunal da Comarca da Boa Vista aplicou prisão preventiva a um dos três indivíduos do sexo masculino, detidos em flagrante delito, no bairro da Boa Esperança, em Sal Rei, na posse de uma “certa quantidade” de cocaína e cannabis, dinheiro em escudos cabo-verdianos, telemóveis e uma bicicleta.

O segundo indivíduo foi interditado de sair do país e o terceiro envolvido recebeu TIR como medida de coacção.

Na ilha de São Vicente, o Tribunal aplicou TIR a dois indivíduos do sexo masculino, de 17 anos, detidos fora de flagrante delito, por suspeitas de prática de dois crimes de roubo com violência sobre pessoas e coisas. Apesar de jovens, refere a PJ, esses indivíduos possuem antecedentes criminais de roubo e violência.

CD/CP

Inforpress/Fim