Inicio Cultura Três concertos marcam agenda cultural da XII Cimeira dos Chefes de Estado...

Três concertos marcam agenda cultural da XII Cimeira dos Chefes de Estado e do Governo da CPLP

Cidade da Praia, 22 Jun (Inforpress) – Três concertos vão marcar a agenda cultural da XII Cimeira dos Chefes de Estado e do Governo da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) que terá lugar nos dias 17 e 18 de Julho, na ilha do Sal.

Segundo o ministro da Cultura e das Indústrias Criativas, Abraão Vicente, a cultura vai ter uma presença marcante no evento, estando já confirmada a presença de vários artistas nos três concertos previstos.

“Temos um grande concerto que é Miri Lobo e amigos. Miri Lobo vai convidar um conjunto de grandes artistas cabo-verdianos. Já temos confirmados Nancy Vieira, Tito Paris, Bau, Voginha, Cremilda. Vamos ter um leque muito grande de artistas”, disse.

Abraão Vicente, que falava na conferência de imprensa em que apresentou a marca e o site oficial da Cimeira, fez questão de diferenciar essa agenda cultural da cimeira da programação cultural para os dois anos da presidência cabo-verdiana da CPLP.

“O que se vai passar na Cimeira é apenas a animação cultural, apenas uma mostra”, disse realçando ainda que o evento conta com exposição de artesanato, de uma mostra significativa dos autores cabo-verdianos constantes na colecção permanente da arte contemporânea.

“A agenda efectiva dos dois anos vai ser muito mais intensa e vai também englobar a aprovação do mercado das artes e das indústrias criativas que também está ligado à ideia da mobilidade que nós queremos imprimir na comunidade”, salientou.

O governante salientou que da Cimeira deve sair um conjunto de resoluções, nomeadamente, ligadas ao património imaterial, ao património material e à língua portuguesa, “enquanto instrumentos que une os povos”.

A Cimeira da CPLP, que marca o início da presidência cabo-verdiana, terá lugar nos dias 17 e 18 de Julho, na ilha do Sal.  Para o encontro já estão confirmados todos os chefes de Estado dos nove países que integram a comunidade, segundo adiantou o ministro Abraão Vicente.

Antes do encontro de chefes de Estado e do Governo dos países lusófonos, decorrerão reuniões do Conselho de Ministros, do Comité de Concertação Permanente e dos Pontos Focais de Cooperação.

MJB/FP

Inforpress/fim