beylikdüzü escort

Taxa de inflação homóloga do IPC situou-se em 1,6% em Agosto – INE

 

Cidade da Praia, 14 Set (Inforpress) – A taxa de variação homóloga registada pelo Índice de Preço no Consumidor (IPC), em Agosto de 2017, passou de 1,5% para 1,6%, valor superior ao registado no mês anterior em 0,1 pontos percentuais (p.p.), informou hoje o INE.

Segundo dados do Instituto Nacional de Estatística (INE), o indicador de inflação subjacente (índice total excluindo energia e produtos alimentares não transformados) registou uma variação homóloga de 1,0%, taxa inferior à do mês anterior em 0,2 p.p.

A variação mensal do IPC foi 0,7% (0,0% no mês anterior e 0,6% em Agosto de 2016), valor superior ao registado no mês anterior, em 0,7 p.p.

Dados do INE confirmam igualmente que a variação média dos últimos doze meses registou uma taxa de 0,1%, valor superior em 0,3 p.p. ao registado no mês anterior.

A taxa de variação homóloga do IPC passou de 1,5% em Julho de 2017 para 1,6% em Agosto, reflectindo sobretudo a aceleração dos preços das classes das rendas de habitação, água, electricidade, gás e outros combustíveis (+4,2%), da saúde (+3,1%), do vestuário e calçado (+2,3%), das bebidas alcoólicas e tabaco (+2,0%), dos produtos alimentares e bebidas não alcoólicas (+1,4%), do ensino (+1,4%), dos bens e serviços diversos (+1,3%), dos hotéis, restaurantes, cafés e similares (+0,5%) e dos transportes (0,4%).

Durante o período em análise, verificou-se também que as classes das rendas de habitação, água, electricidade, gás e outros combustíveis, e dos produtos alimentares e bebidas não alcoólicas, contribuíram com cerca de 77% para a formação da taxa de variação homóloga do IPC total nacional.

As classes com maior contributo positivo para a taxa de variação mensal foram as dos produtos alimentares e bebidas não alcoólicas (+1,4%), dos hotéis, restaurantes, cafés e similares (+1,3%) e das rendas de habitação, água, electricidade, gás e outros combustíveis (+0,5%).

Por outro lado, as classes dos bens e serviços diversos (-0,1%), das bebidas alcoólicas e tabaco (-0,2%), do vestuário e calçado (-0,2%), dos acessórios, equipamento doméstico e manutenção corrente da habitação (-0,2%) e da saúde (-0,2%), contribuíram com valores negativos mais relevantes.

As principais subidas de preços registadas pelo IPC no mesmo período de análise observaram-se nos subgrupos peixe, combustíveis e lubrificantes, produtos hortícolas, incluindo batata e outros tubérculos, e gás.

Entretanto, as principais descidas de preços ocorreram nos subgrupos reparação e aluguer de calçado, aparelhos e matérias terapêuticos e sua reparação, serviços de transporte rodoviários de passageiros e materiais para vestuário.

A nível regional, registaram-se variação mensal positiva em São Vicente, Santiago e Santo Antão de 0,9%, 0,7% e 0,2%, respectivamente, revela o INE.

JL/JMV

Inforpress/Fim

Modüler Bölme Duvar Cam Bölme Duvar Jaluzili bölme duvar Jaluzili cam bölme Çocuk odası Çocuk genç odası Çocuk odası Diş polikliniği dekorasyonu ssd vds Ofis dekorasyonu İç mimari dekorasyon Ofis dekorasyonu Açık ofis bölme sistemleri