sarıyer haberleri üsküdar evden eve nakliyat

Sociedade Cabo-verdiana de Música adere à Confederação Internacional das Sociedades de Autores e Compositores

 

Cidade da Praia, 09 Jun (Inforpress) –  A candidatura da Sociedade Cabo-verdiana de Música (SCM) foi aprovada por unanimidade na Assembleia Geral da Confederação Internacional das Sociedades de Autores e Compositores (CISAC), realizada esta quinta-feira, em Lisboa, anunciou em comunicado a presidente da SCM.

Em nota enviada à Inforpress, Solange Cesarovna, regozija-se com a entrada da SCM para a “enorme família CISAC, como membro provisório”, o que constitui, a seu ver, “um passo firme e seguro” no sentido da consolidação da missão da defesa dos direitos autorais em Cabo Verde e no mundo, sob orientações e apoio estratégicos da CISAC.

Com a adesão da SCM à CISAC, de acordo com aquela presidente, serão alargados os horizontes da acção da SCM, através de parcerias com as entidades congéneres membros da Confederação, permitindo assim a que a SCM passe a defender também os direitos de todos os criadores musicais cabo-verdianos noutras partes do mundo, impedindo que estes fiquem sem a legítima protecção, facto que “se vem verificando com a grande maioria”.

Solange Cesarovna aproveita para realçar que a CISAC é a principal Organização Mundial de Sociedades de Autores e Compositores e representa uma voz colectiva de mais de quatro milhões de criadores de todas as regiões geográficas do Mundo.

Possui 239 sociedades membros em 123 países, e tem como presidente o francês Jean-Michel Jarre, pioneiro da música electrónica, instrumentista, compositor e produtor musical.  Os vice-presidentes da organização são a cantora beninense Angélique Kidjo, o cineasta argentino Marcelo Piñeyro, o cineasta, argumentista e produtor chinês, Jia Zhang-ke e o pintor espanhol Miquel Barceló.

O propósito fundamental da Assembleia-Geral da CISAC, que decorreu quinta-feira em Lisboa, Portugal, revela a mesma fonte, é renovar o seu apelo a todos os governos do mundo para legislarem por uma remuneração justa para os criadores artísticos.

Isto porque considera que “sem autores não há cultura” e reitera que o esforço dos legisladores deve avançar no sentido de “garantir aos criadores a justa e inadiável remuneração do seu trabalho e o reconhecimento da sua luta para criar um mundo mais solidário, mais humano e luminoso”.

Fundada em 1926, a CISAC define-se como uma organização não-governamental sem fins lucrativos, com sede em França, e possui escritórios regionais em África, América Latina, Ásia-Pacífico e Europa.

Inforpress/Fim

%d bloggers like this:
Modüler Bölme Duvar Açık ofis bölme sistemleri Ofis Bölme Sistemleri Jaluzili cam bölme Cam bölme duvar Jaluzili bölme duvar Çocuk odası Diş polikliniği dekorasyonu Ofis dekorasyonu Hastane dekorasyon Ev dekorasyonu Sivas prefabrik Mutfak dekorasyonu Ofis dekorasyonu İç mimari dekorasyon