Síria: Oposição rejeita qualquer papel de Al-Assad no futuro do país

Genebra, 30 Mar (Inforpress) – A oposição síria ao regime de Damasco rejeitou hoje “qualquer papel”, agora ou no futuro, para o actual Presidente sírio Bashar al-Assad, apesar de os EUA já não terem como prioridade a remoção deste do poder.
“A oposição nunca aceitará qualquer papel para Bashar al-Assad em qualquer momento (…). A nossa posição não vai mudar”, disse Monzer Makhos, um porta-voz do Comité de Alta Negociação, integrado por vários grupos oposicionistas sírios, que está em Genebra para negociações.
A embaixadora dos EUA na Organização das Nações Unidas (ONU) afirmou hoje que, para o seu país, a remoção do Presidente sírio do poder deixou de ser prioridade.
“Você escolhe as suas batalhas. E quando estamos a olhar para isto [Síria] trata-se de mudar prioridades e a nossa prioridade já não é a remoção de (Bachar al-)Assad”, declarou Nikki Haley aos jornalistas.
Haley falou depois de o secretário de Estado norte-americano, Rex Tillerson, ter indiciado uma mudança na posição dos EUA, ao admitir que o destino de Al-Assad deve ser decidido pelo povo sírio.
Lusa/Fim