Sindicato dos jornalistas vê com” bons olhos” o surgimento do Gabinete Observatório da Fiscalização da Comunicação Social – presidente

Cidade da Praia, 31 Ago (Inforpress) – A Associação Sindical dos Jornalistas de Cabo Verde (AJOC) aplaude toda medida que visa reforçar a autonomia e independência dos meios de comunicação social e vê com “bons olhos” o surgimento do Gabinete Observatório da Fiscalização do sector.

A afirmação é do presidente da AJOC, Carlos Santos, sobre o anúncio do ministro Abraão Vicente, que tutela o sector, de que o processo de revisão legislativa para a criação do Gabinete Observatório da Fiscalização da Comunicação Social ficará concluído até o final deste ano.

“Será uma excelente medida se funcionar como tal, tudo que tem a ver com a fiscalização, com o desempenho da comunicação social, com o desempenho de jornalistas tem que ser da ARC e não do Governo”, avisou Carlos Santos em declarações à Inforpress, esclarecendo que será um gabinete de apoio logístico, assim como de subsídio e financiamentos ao sector.

No entanto, disse que a AJOC está a aguardar para ver qual será a dimensão ou o âmbito desse observatório de fiscalização e na sequência fazer pronunciamento sobre o assunto.

“O ministro já havia anunciado que vai desaparecer a Direcção-geral da Comunicação Social e em seu lugar vai aparecer um gabinete de apoio e fiscalização, que será um gabinete mais administrativo, porque todos os poderes de fiscalização e regulação estão na Autoridade Reguladora para Comunicação Social (ARC)”, referiu.

Por isso, informou que nos próximos dias a AJOC vai pedir um encontro com o ministro Abraão Vicente para se inteirar sobre o que pretende o Governo com “toda essa reforma legislativa”.

No final de 2017, o ministro adiantou que o Governo ia criar, em 2018, o Gabinete Observatório da Fiscalização da Comunicação Social, no âmbito da extinção da Direcção-geral da Comunicação Social, criando assim um novo regime de comunicação social que revogará a lei actual deste sector.

OM/ZS

Inforpress/Fim