Seul anuncia novo radar para detetar artilharia norte-coreana

 

Seul, 24 Abr (Inforpress) – A Coreia do Sul anunciou hoje estar a desenvolver um novo sistema de radar para detetar a artilharia norte-coreana destacada na fronteira, tida como um dos maiores perigos para a população civil em caso de conflito.

O novo sistema, designado de radar de detecção anti artilharia II, estará operacional a partir do próximo ano, anunciou hoje o Programa de Aquisições de Defesa sul-coreano (DAPA, na sigla em inglês), em comunicado, garantindo que conta com um “raio de detecção melhorado”.

O exército da Coreia do Sul conta actualmente com o sistema Arthur-K, desenvolvido pela sueca SAAB, para detetar posições da artilharia da Coreia do Norte, com a qual permanece tecnicamente em guerra, uma vez que o conflito de 1950-53 terminou com a assinatura de um armistício e não de um tratado de paz.

Ao Arthur-K juntar-se-á então este sistema totalmente fabricado pela Coreia do Sul desde 2011, com um custo na ordem de 54.000 milhões de won (cerca de 44 milhões de euros).

Este dispositivo pode detetar a posição de artilharia inimiga a mais de 60 quilómetros de distância, contra o raio de 40 quilómetros que o sistema sueco permite.

O novo radar, montado num camião, foi concebido para identificar o ponto de lançamento de ataques com morteiros, obuses ou mísseis e enviar a informação às unidades de artilharia para que contra-ataquem “de forma quase imediata”, segundo o DAPA.

O anúncio surge numa altura de elevada tensão na península coreana em face dos repetidos ensaios do regime de Pyongyang e da escalada da retórica bélica com os Estados Unidos.

Lusa/Fim