Segurança saúde e higiene nos locais de trabalho em debate num seminário na Cidade da Praia

Cidade da Praia, 27 Abr (Inforpress) – Empregadores, trabalhadores e elementos da sociedade reuniram-se hoje num seminário de sensibilização na Cidade da Praia, com o objectivo de debater a cultura de segurança, saúde e higiene nos locais de trabalho.

“Há necessidade de continuarmos a promover uma cultura de prevenção e segurança no trabalho, tendo em conta que em Cabo Verde tem-se registado alguns acidentes de trabalho mortais”, sublinhou o representante da organização do encontro, João Carvalho, em declarações aos jornalistas.

Segundo o antigo inspector-geral do Trabalho, “é obrigatório que comecemos a preocupar com o outro, dar melhores condições de trabalho e implementar um sistema de gestão de segurança e saúde nos locais de trabalho” em Cabo Verde.

João Carvalho defendeu a necessidade de “cada pessoa, cada trabalhador, cada representante dos sindicatos se posicionar dentro da sua empresa como um fiscal”, visando contribuir para a cultura de segurança e saúde nos locais de trabalho, evitando acidentes e doença.

“A própria estatística da Organização Internacional do Trabalho (OIT) diz que os acidentes no trabalho acontecem por duas razões: ou por culpa do trabalhador através de actos inseguros, ou então por irresponsabilidade dos empregadores quando disponibilizam condições impróprias aos trabalhadores”, observou.

O objectivo principal deste seminário é promover a cultura de prevenção e segurança no trabalho, explicou João Carvalho, salientando que a organização pretende igualmente transformar este evento num “espaço de troca de experiência e das boas práticas em outras paragens sobre a cultura de prevenção e segurança no trabalho.

João Carvalho lembrou também que em termos de acidentes de trabalho a nível mundial o sector da construção é um dos que mais preocupa as pessoas e que Cabo Verde não foge a regra.

O seminário alusivo ao Dia Nacional de Prevenção e Segurança do Trabalho que se assinala este sábado é promovido também no âmbito da realização do III Congresso Lusófono de Segurança, Saúde Ocupacional e Ambiental Congresso que decorre de 26 a 28, na Cidade da Praia.

A definição do dia 28 de Abril como o Dia Nacional de Prevenção e Segurança no Trabalho, foi instituído em 28 de Outubro de 2015, como um dia de reflexão e partilha de conhecimentos técnico-científicos e das boas práticas ao nível internacional para a prevenção e eliminação dos acidentes e doenças do trabalho.

Está data é internacionalmente reconhecida também como o Dia Mundial em Memória das Vítimas de Acidentes de Trabalho, tendo surgido no Canadá, por iniciativa do movimento sindical, como acto de denúncia e protesto contra as mortes e doenças causados pelo trabalho, em razão de um acidente que matou 78 trabalhadores em uma mina no estado da Virgínia, nos Estados Unidos, no ano de 1969.

Posteriormente, a OIT legitimou e apoiou a comemoração desta data e desde então muitos países adotaram-na como o Dia Nacional de Prevenção e Segurança no Trabalho, como parte integrante de uma estratégia para a promoção e edificação de uma cultura global de segurança através da sensibilização de todos os actores laborais.

JL/CP

Inforpress/Fim