São Vicente: UCID vai apresentar queixa à ARC contra a Televisão de Cabo Verde

 

Mindelo, 03 Out (Inforpress) – O presidente da UCID anunciou hoje que vai remeter uma queixa à Autoridade Reguladora para a Comunicação Social (ARC) contra a Televisão de Cabo Verde por esta ter “escusado cobrir uma conferência de imprensa do partido”, em São Vicente.

António Monteiro, líder da União Cabo-verdiana Independente e Democrática (UCID, oposição) informou que o caso deu-se na manhã de hoje quando pretendia “dar réplica” às declarações do presidente da câmara, Augusto Neves, proferidas na segunda-feira, 02.

A Televisão de Cabo Verde (TCV) marcou presença, na conferência de imprensa de Dora Pires, do mesmo partido, sobre os manuais escolares, que antecedeu uma outra, logo a seguir, de António Monteiro, segundo constava da convocatória à imprensa, mas a TCV informou, através do jornalista/delegado da empresa RTC em São Vicente, destacado para a conferência da deputada, que a televisão “só faz a reacção” à matéria que cobriu que a suscitou, “não a réplica política”.

“Vamos reagir sobre isso, está na Constituição da República e na Lei de Imprensa e vamos queixar-nos à ARC “, reagiu de imediato o líder da UCID, que estranhou a postura da TCV, já que a repórter da Rádio de Cabo Verde (RCV), da mesma empresa, “manteve-se no local” e gravou as palavras de António Monteiro e fez a cobertura do acto.

“Consideramos que o jornalista da TCV e delegado da RTC violou a Constituição da República no seu artigo nº 60 alínea f, bem assim a Lei da Comunicação Social”, concluiu António Monteiro, que disse ter dado instruções ao jurista do partido, na Cidade da Praia, para intentar a queixa conta a estação pública de televisão.

AA/CP

Inforpress/Fim