São Vicente: Sindicato anuncia greve de três dias dos bombeiros municipais

Mindelo, 19 Abr (Inforpress) – O coordenador do Sindicato da Indústria, Agricultura, Comércio, Serviços e Afins  (SIACSA), em São Vicente, declarou hoje que deu entrada a um pré-aviso de greve de três dias dos bombeiros municipais, devido ao “abandono” da classe pela autarquia.

Jailson d’Aguiar, que falava aos jornalistas, no Mindelo, à entrada do edifício dos bombeiros municipais, considerou que a “maior prova” do abandono da classe é o facto de o sindicato ter enviado um caderno reivindicativo desde o dia 27 de Março à câmara e, até hoje, “nem uma resposta”.

No documento, explicou, o SIACSA menciona “diversos problemas” que os bombeiros enfrentam, desde o enquadramento do pessoal no Plano de Cargo Carreiras e Salários (PCCS), “viaturas obsoletas, equipamentos deficientes” e alojamento que qualificou de “indigno para a classe”.

“Estranhamos que a câmara municipal, com um quartel de bombeiros como o de São Vicente, deixa que o mesmo seja praticamente gerido pela associação dos bombeiros, já que a câmara tem sido uma nulidade nesta matéria de ajuda à classe”, criticou o sindicalista.

Por estas e outras, assinalou Jailson d’Aguiar, o SIACSA enviou um pré-aviso de greve de três dias, 30 de Abril e 01 e 02 de Maio.

“Se a câmara não aceitar o diálogo até lá, vamos partir para a greve”, concluiu.

AA/ZS

Inforpress/Fim