São Vicente: VII Expomar “marca definitivamente” sua institucionalização como evento anual – organização

Mindelo, 11 Out (Inforpress) – A sétima edição da Feira das Actividades Ligadas ao Mar – Expomar, que se realiza hoje e amanhã no Mindelo, “marca definitivamente” a institucionalização anual deste evento com “importantes ganhos” de visibilidade, promoção sectorial e partilha de experiências.

A posição foi defendida, no acto de inauguração, ao início da noite de hoje, da Expomar pelo presidente da Feira Internacional de Cabo Verde (FIC,SA), Gil Costa, promotora do evento,  e para quem a assunção integral do evento, desde 2017,  reveste-se de uma “importância estratégica”.

“Um desafio que está intrinsecamente associado à uma perspectiva de melhor organização e subsequente empresarialização”, considerou, sendo “ não menos importante” a reflexão, a investigação e a divulgação do conhecimento científico “útil à exploração económica sustentável” do “nosso mar, nossa riqueza”, divisa do evento.

E, assim, sob o lema “Os oceanos, fontes de oportunidade e crescimento sustentável”, ajuntou, esta sétima edição “marca definitivamente” a sua institucionalização anual, fazendo de Cabo Verde o país detentor da “maior zona económica exclusiva da África Ocidental e 26ª maior do mundo”.

Mesmo embrionária, conforme Gil Costa, a feira tem conseguido, em sete anos de existência, “importantes ganhos” em visibilidade, promoção sectorial e partilha de experiências.

“Um feito indelével numa altura em que a ilha de São Vicente se reposiciona para albergar investimentos estruturantes como a Zona Económica Especial para a Economia Marítima”, reforçou.

“Nos incentiva e nos apela à sua ampla e melhor promoção, quer nos nossos mercados presenciais, quer nos estratégicos”, enfatizou.

É neste contexto que, segundo a mesma fonte, se justifica a presença de 60 expositores organizados em 71 stands, bem como de um “elevado número” de visitantes profissionais e institucionais.

“O que de per si realça a importância que a Expomar vem assumindo na agenda empresarial nacional, bem como na dos nossos parceiros”, lançou.

A mesma visão foi defendida pelo presidente da Câmara de Comércio do Barlavento (CCB), Belarmino Lucas, que assegurou ser esse objectivo de fazer da Expomar um “evento de referência” ligado às actividades marítimas.

“Temos que ser ambiciosos e é este o nosso objectivo”, garantiu Belarmino Lucas, que adiantou ser também essa a razão da “participação activa” das câmaras de comércio na realização do certame e que vem sendo retribuída  pela “presença numerosa” de empresários a  cada ano.

A presença e “confiança depositada” pela classe empresarial foi igualmente realçada pelo ministro da Economia Marítima, José Gonçalves, que presidiu a cerimónia, e assegurou que o Governo pretende “trabalhar continuamente” no desenvolvimento de “boas políticas” regionais de “promoção do crescimento sustentável e consciente” da economia do mar.

Por outro lado, José Gonçalves congratulou-se por a feira estar a congregar-se a dois “acontecimentos importantes”, como as comemorações do 25º aniversário da Guarda Costeira e ainda a apresentação do “grande evento” Cabo Verde Ocean Week (semana do oceano).

Um certame agendado para 19 a 23 de Novembro no Mindelo e cujo “objectivo principal” será elevar a consciencialização e fomentar o diálogo sobre a importância dos oceanos.

Após os discursos, seguiu-se uma visita as instalações da mostra, composta maioritariamente por empresas cabo-verdianas, mas também com participantes de Espanha e Portugal.

LN/AA

Inforpress/Fim