São Vicente: PAICV começa sábado a socializar proposta de regionalização administrativa

Mindelo, 27 Abr (Inforpress) – O PAICV agendou para este sábado o início da apresentação à sociedade civil da sua proposta para a regionalização administrativa do país, a começar por São Vicente, com a presidente do partido, Janira Hopffer Almada.

A informação foi avançada hoje pelo presidente da região política de São Vicente, Alcides Graça, para quem o modelo de Administração Pública do Estado encontra-se “esgotado”, sendo por isso preciso modernizá-lo e pô-lo ao serviço dos cabo-verdianos, considerando ser a regionalização um processo “irreversível”.

Considerando que a proposta do PAICV sobre esta matéria é “profunda, séria e responsável”, Alcides Graça avançou que o seu partido defende o modelo ilha/região, (com excepção de Santiago, que acolherá duas regiões) com três órgãos cada, designadamente Assembleia Regional, a Junta Regional e o Conselho Regional, eleitos para mandato de cinco anos e com “ampla autonomia financeira e administrativa”.

O responsável local do PAICV indicou que o seu partido propõe a transferência para as regiões, designadamente, do Planeamento e Ordenamento do território, o Ensino e a Formação Profissional, a Saúde, o Desporto e a Protecção Civil, avançando que a regionalização irá custar ao erário 400 milhões de escudos/ano.

Alcides Graça, que falava na manhã de hoje em conferência de imprensa, notou ainda que o seu partido defende a redução do número de deputados dos actuais 72 para 50, para poupar 300 milhões de escudos anuais, bem assim a diminuição do número de ministérios e a fusão de instituições.

O responsável indicou que a proposta do seu partido é a mais “ousada, mais completa, mais profunda e mais credível que a do MpD (partido no poder)”.

Alcides Graça terminou considerando que a “centralização já não tem espaço nem cabimento em Cabo Verde”.

Neste sábado de manhã a presidente do PAICV estará a apresentar a proposta à sociedade mindelense, devendo seguir-se Santa Catarina, no domingo, e a Cidade da Praia na segunda-feira.

AT/ZS

Inforpress/Fim