São Vicente: Obras na emblemática Escola da Praça Nova caminham para o fim três anos depois

 

Mindelo, 25 Set (Inforpress) – O mês de Novembro é indicado como data prevista para a inauguração da reabilitação da emblemática Escola da Praça Nova, uma das mais antigas de São Vicente, informou hoje a delegada do Ministério da Educação, Maria Helena Andrade.

Com efeito, no final do ano lectivo 2013-2014, o Ministério da Educação mandou encerrar o estabelecimento de ensino, devido a degradação da infra-estrutura “na sua generalidade”, e alunos, professores e funcionários foram transferidos para a escola mais próxima, a “Aurélio Gonçalves”.

As obras, no entanto, só seriam iniciadas em Agosto de 2014, mas as mesmas duraram “mais do que o previsto“, segundo a delegado, devido à mudança do empreiteiro.

Com efeito, a empresa que ganhou o primeiro concurso “não cumpriu com o seus deveres e obrigações”, o que levou a rescisão do contrato e lançamento de um novo concurso, em 2015, para o reinício das obras.

Hoje, a Escola da Praça já aparenta “cara nova” e, segundo Maria Helena Andrade, as obras encontra-se na fase final dos acabamentos com “um ou outro detalhe” por concluir nas casas de banho e no portão do lado posterior.

“Sim, durou mais do que o previsto, mas o que interessa é que já caminha para o fim”, lançou a delegada que, no entanto, não soube precisar se a verba inicial de 18.500 contos prevista para a reabilitação sofreu alterações.

Doravante, a Escola da Praça Nova passará a funcionar como sede da Delegação do Ministério da Educação na ilha de São Vicente, com a transferência de serviços como secretaria, coordenação dos sub-sistemas, Ficase, estatísticas e planeamento e orçamento, que funcionavam em edifício arrendado.

Nesta fase, o trabalho de reabilitação do edifício consistiu na retirada da telha e do tecto falso, avaliação da estrutura de madeira que suporta o telhado, todos substituídos, implantação de pilares, colocação do betão armado, carpintaria e pinturas novas.

AA/CP

Inforpress/Fim