São Vicente: Encenador João Branco reage com “orgulho e surpresa” à homenagem do Festilip

 

Mindelo, 20 Nov (Inforpress) – O presidente da Associação Mindelact, João Branco, disse hoje à Inforpress que recebe com “orgulho e surpresa” à informação de que será o homenageado da 9ª edição do Festival Internacional das Artes de Língua Portuguesa – Festilip.

João Branco afirmou que, embora esta distinção, da Talu Produções, empresa organizadora da Festilip, seja individual, partilha esta homenagem com toda a sua equipa e todos quantos têm trabalhado em prol do teatro cabo-verdiano, reconhecendo que nas artes cénicas ninguém faz nada sozinho.

Para o actor e encenador, este reconhecimento resulta também do sucesso da edição 2017 do Festival Internacional de Teatro do Mindelo (Mindelact) que este ano, com uma nova direcção, conseguiu “um sucesso que superou todas as edições anteriores”.

Cabo Verde é o primeiro país lusófono a ter dois homenageados neste Festival.

Em 2011, o grupo Raiz de Polon também recebeu esta homenagem, o que reflecte, segundo João Branco, a dinâmica que o país tem dado no mundo das artes cénicas e da forma como contribui, através do Mindelact, para ser um “ponto de promoção” e de encontros entre os países da língua portuguesa e o mundo.

“É um incentivo muito grande que aumenta a nossa responsabilidade em trabalhar cada vez mais para melhor, e acredito que depois do sucesso da edição 2017 do Mindelact, a melhor de sempre, esta homenagem não só reconhece como incentiva para em 2018 fazer ainda melhor”, afirmou João Branco.

Director do Centro Cultural Português do Mindelo, presidente e coordenador geral do Mindelact, João Branco volta a reforçar que este prémio é para todos os que trabalham em prol do teatro em Cabo Verde, a quem aproveita para deixar o seu reconhecimento pessoal.

O ministro da Cultura e das Indústrias Criativas, Abraão Vicente, também já reagiu a este reconhecimento e, num comunicado à imprensa, em nome do Governo, congratula-se com esta homenagem, considerando-a “importante para as artes cénicas de Cabo Verde”, tendo em conta que o Festilip é um evento de âmbito internacional que promove o intercâmbio e a promoção entre os países falantes de língua portuguesa.

“É com grande orgulho que o Ministério da Cultura e das Indústrias Criativas recebeu a informação, através da Talu Produções, responsável pela organização da Festilip, e felicita João Branco por todo o trabalho que vem desenvolvendo com enorme contribuição para as artes em Cabo Verde”, lê-se na nota, e por “toda a difusão da internacionalização” dos artistas cabo-verdianos em todo o mundo.

A Talu Produções, por seu lado, destaca João Branco como um “parceiro de longa data” do Festilip, por toda a trajectória artística e um marco para toda a comunidade da língua portuguesa.

A homenagem ocorrerá na festa da abertura do Festilip, prevista para o dia 13 de Dezembro na casa da Cultura Laura Alvim, Rio de Janeiro (Brasil), sede do evento há 10 anos.

João Branco é considerado um dos “maiores impulsionadores” do teatro em Cabo Verde, tendo dado início ao projeto Mindelact que, este ano, realizou a 23ª edição, no Mindelo, ilha de São Vicente.

João Guedes Branco nasceu em Paris, França, a 01 de Julho de 1968.

É encenador, actor, professor, programador e investigador de teatro.

Com mais de 30 anos de carreira profissional, já ultrapassou a marca de 50 espectáculos encenados, na sua maioria em Cabo Verde.

EC/AA

Inforpress/Fim