São Vicente acolhe mesa redonda sobre “Turismo urbano, cultural e náutico”

Mindelo, 27 Mar (Inforpress) – São Vicente recebe quinta-feira, 30, uma mesa redonda sobre “Turismo urbano, cultural e náutico” para análise, com as câmaras municipais, instituições ligadas ao turismo, investidores e operadores, de propostas de solução para o desenvolvimento futuro.

A iniciativa conta com o “alto patrocínio” do Governo, através do Ministério da Economia e Emprego, em parceria com a Direcção-geral do Turismo e Transportes, a Câmara Municipal de São Vicente e a Câmara do Turismo de Cabo Verde.

Trata-se da terceira mesa redonda temática que se vai realizar, após Sal-Rei, na Boa Vista, em Janeiro, que tratou do turismo dedicada ao segmento sol e praia, e do Porto Novo, em Santo Antão, que versou, em Fevereiro, o turismo rural e de natureza.

O Governo, segundo informação disponibilizada no seu sítio na Internet em www.governo.cv, indica que o fórum do Mindelo, com duração prevista de dois dias, vai debater, em particular, as infra-estruturas, o planeamento, a requalificação urbana e reabitação, a segurança, os cuidados de saúde, a energia, água e saneamento e a educação e formação.

A mesa redonda será organizada em três painéis temáticos, o primeiro sobre as oportunidades e desafios para a construção de um turismo urbano e cultural atractivo, rentável e sustentável, o segundo sobre as propostas para o desenvolvimento do turismo náutico em Cabo Verde, e o último painel recai sobre as formas de financiamento do turismo em cabo verde e a participação da classe empresarial nacional.

A ideia, de acordo com a mesma fonte, é alcançar três objectivos, a primeira das quais que passa pela análise das oportunidades e os desafios no desenvolvimento do turismo urbano, cultural e náutico em Cabo Verde, visando chegar ao consenso sobre um modelo de análise SWOT do mesmo.

O segundo objectivo, de acordo com a organização do evento, passa por identificar e propor medidas de melhorias nas respostas do sector público (Governo e municípios) no desenvolvimento em toda a cadeia de valor desses segmentos de turismo.

Finalmente, o terceiro objectivo relaciona-se com a identificação e a proposta de medidas de melhorias nas respostas do sector privado no desenvolvimento em toda a cadeia de valor do turismo urbano, cultural e náutico.

O Governo assinala que a escolha da ilha de São Vicente, a segunda mais populosa do país, para acolher a mesa redonda advém da sua características de ilha urbana, com um cosmopolitismo ligado à sua tradição de cidade-porto com “forte ligação” ao mundo e à economia marítima.

AA/JMV

Inforpress/Fim