São Nicolau: Deputados do MpD e do PAICV de acordo – regresso do “Praia d’Aguada” significa “dia grande” para ilha

 

Tarrafal, São Nicolau, 31 Jul (Inforpress) – Os dois deputados eleitos nas listas do MpD (poder) e PAICV (oposição), por São Nicolau, puseram-se de acordo em como o dia de hoje “é marcante” para a ilha com o regresso do navio Praia d’Aguada.

Tanto Nelson Brito, eleito nas listas do Movimento para a Democracia (MpD), como Américo Nascimento, eleito nas listas do Partido Africano da Independência de Cabo Verde (PAICV) dizem que o regresso do navio representa o “reforço” da marinha mercante cabo-verdiana.

Nélson Brito, que aguardou pelo navio no cais do Tarrafal ao lado de responsáveis locais, ao contrário do seu adversário que viajou de São Vicente no “Praia d’Aguada”, considerou que o 31 de Julho é um dia “muito, muito grande” para São Nicolau e para Cabo Verde, pois a ilha necessita de ligações com São Vicente, Sal e Cidade da Praia “mais regulares” e este navio vem contribuir nesta direcção.

“Será bom para o turismo e para a economia da ilha de uma forma geral e para as pessoas que desejam visitar São Nicolau e que querem sair da ilha”, pontuou o parlamentar, justificando com as “enormes potencialidades” da sua ilha em várias vertentes.

Brito lembrou que São Nicolau “tem ficado para trás” devido “precisamente aos transportes”, mas que “felizmente registam-se melhorias”, quer nos transportes aéreos, quer marítimos.

“Cabo Verde e São Nicolau estão a ganhar e assim combateremos o abandono de pessoas da ilha, pois este barco é muito acarinhado pelos saniculauenses, por isso é que vieram pessoas de várias partes da ilha para testemunhar a chegada da embarcação”, concluiu Nélson Brito.

Américo Nascimento, deputado da oposição, por seu lado, considerou de “marcante” o dia de hoje com a entrada em operações do navio Praia d’Aguada, pelo que espera que “venha muito mais vezes”, compreendendo, embora, ressaltou, que se trata de uma embarcação que deve servir todo o país.

“O barco vai servir todo o Cabo Verde e aqui não vale a pena protagonismos para dizer que deve servir apenas São Nicolau, quando sabemos que há ilhas como Brava e Maio também com problemas”, salientou o deputado, lembrando que a ilha e o país necessitam sim de mais barcos para fazer a ligação entre ilhas e dos turistas, mas também o escoamento dos produtos para dinamizar a actividade económica.

“O importante é não ter ilhas isoladas, ter mais ligação São Nicolau-Sal, por exemplo, tratando-se do principal mercado, para o escoamento dos produtos agrícolas da ilha”, concluiu Américo Nascimento.

O navio Praia d’Aguada atracou hoje ao fim da tarde no porto do Tarrafal, quase seis anos após ter iniciado os trabalhos de recuperação, que, segundo o ministro da Economia, José Gonçalves, ascendem a 150 mil contos.

A companhia Cabo Verde Fast Ferry (CVFF), proprietária do navio, convidou centena e meia de pessoas para a viagem inaugural de hoje, com destaque para o Presidente da República Interino, Jorge Santos, que deve presidir, no dia 02 de Agosto, à sessão solene comemorativa do 12º aniversário da criação do Município do Tarrafal de São Nicolau.

Também efectuaram a viagem, o ministro da Economia e do Emprego, José Gonçalves, o bispo da diocese do Mindelo, Dom Ildo Fortes, para além de altos quadros do Ministério da Economia e serviços desconcentrados do Estado na ilha de São Vicente.

O navio Praia d’Aguada passou por uma reparação de cerca de dois anos em doca seca, nos estaleiros da Cabnave, e desde meados de 2015 encontra-se atracado ao cais do Porto Grande em trabalhos complementares de renovação nos salões de passageiros e máquinas naquela que é considera uma “completa reforma”.

A embarcação, construída na Alemanha, é considerada uma das melhores de Cabo Verde em velocidade, capacidade de carga e acomodação de passageiros.

“Praia d’Aguada” foi construído em 1999,tem 64 metros de comprimento e 13 metros de boca e uma tonelagem bruta de 1364 toneladas.

AA/ZS

Inforpress/Fim