São Lourenço dos Órgãos: Cardeal apela as pessoas com responsabilidades a gerirem os bens ao serviço dos outros 

 

João Teves, 10 Ago (Inforpress) – O cardeal exortou hoje as pessoas com responsabilidades, a serem mais responsáveis e a gerir e administrar os bens ao serviço dos outros, “sem guardar nada, a não ser aquilo que é justo e legítimo para si”.

Dom Arlindo Furtado fez este apelo durante a homilia em honra do diácono São Lourenço, o santo padroeiro do município de São Lourenço dos Órgãos, na Ilha de Santiago, que assinala hoje 12 anos da sua criação.

Para o cardeal, este diácono, que era responsável pela administração dos bens da Igreja que sustentava muitos carenciados em Roma, tem muitas lições para dar aos políticos, aos empresários, aos responsáveis das Igrejas, as câmaras municipais, aos serviços e organizações não-governamentais, de que devem gerir e administrar os bens em prol do outro.

“Os bens estão ao serviço dos outros e não ao serviço próprio, os bens da comunidade estão ao serviço da comunidade e não ao serviço de alguns da comunidade, os bens do povo estão ao serviço do povo e os administradores têm que ser, simplesmente, administradores e gestores”, aconselhou.

Durante a celebração eucarística, em que estiveram presentes milhares de devotos, o cardeal pediu ainda aos fiéis que sigam o exemplo de São Lourenço e se coloquem ao serviço com espírito de sacrifício e amor até o extremo.

Para assinalar os 12 anos da criação do município de São Lourenço dos Órgãos, a edilidade realizou várias actividades culturais, desportivas, inaugurações do largo do mercado, de requalificação do polivalente de João Teves e do Balcão Único.

O ponto alto das actividades foi a sessão solene que teve lugar na quarta-feira, 09, em que os eleitos municipais apontaram os ganhos e os desafios que o município tem pela frente.

São Lourenço dos Órgãos foi criado em 2005, quando uma freguesia do antigo concelho de Santa Cruz foi separada para formar o município de São Lourenço dos Órgãos.

Durante um período de transição, o município foi governado por uma Comissão Instaladora.

Desde 2008, São Lourenço dos Órgãos foi governado pelo Partido Africano da Independência de Cabo Verde (PAICV), mas depois das eleições de Setembro de 2016, passou a ser gerido pelo Movimento para Democracia (MpD), partido no poder.

Actualmente, tem uma população de 7078 habitantes, dos quais 49,7 por cento vive na pobreza.

AM/CP
Inforpress/Fim