Fogo: Caso de violação de uma aluna da escola secundária de São Filipe por um outro aluno encaminhado à Procuradoria

 

São Filipe, 12 Abr (Inforpress) – O caso de violação de uma adolescente de 13 anos,  que frequenta a escola secundária Teixeira de Sousa, por um outro aluno, prestes a completar 18 anos, foi encaminhado à Procuradoria da República para o devido acompanhamento.

O caso aconteceu no passado mês de Fevereiro e fora do estabelecimento de ensino,  mas só esta semana veio ao público,  o que levou o pai da vítima a apresentar queixa à Policia Nacional, que encaminhou o caso à Procuradora, com conhecimento ao Instituto Cabo-verdiano da Criança e Adolescência (ICCA) e à própria direcção da escola secundaria Dr. Teixeira de Sousa.

Segundo apurou a Inforpress,  tudo aconteceu após o suposto agressor ter recebido de uma amiga da vítima duas fotos da mesma, e na posse das fotos começou a chantagear a aluna a ter relações sexuais com ele, sob pena de divulgar nas redes sociais as respectivas fotos para o conhecimento.

Com receio da publicação das fotos,  a adolescente acabou por consentir a prática de relação sexual com penetração, segundo o teor da queixa apresentada e encaminhada à Procuradoria.

Segundo o documento, a  que a Inforpress teve acesso, durante o período em que a vitima mantinha relação sexual com o suposto agressor, três estudantes da referida escolha assistiram, sendo que um deles, que tinha uma tablete, filmou todo o acto.

O referido filme, segundo a vítima, foi divulgado e outros alunos da escola visualizaram-no, facto que levou a vítima, através do seu encarregado de educação,  a apresentar a queixa na Policia Nacional, solicitando o encaminhamento do caso para o Ministério Publico.

A direcção da escola não quis avançar quaisquer informações, limitando-se apenas a indicar que o caso está nas mãos das autoridades competentes, salientando que a vítima e o suposto agressor são alunos da escola.

JR/JMV

 

Inforpress/Fim