Santo Antão: Programa de investimento da Brine Engineering Solution em processo de avaliação – Governo

Porto Novo, 22 Mai (Inforpress) – O programa de investimento ligado à promoção de uma agricultura industrial em Santo Antão, estimado em 23 milhões de euros, proposto ao Governo pela empresa britânica Brine Engineering Solution, “encontra-se, neste momento, em processo de avaliação”.

A afirmação é do Governo, que desmente que tenha dado aval à empresa, mas avança que a Cabo Verde TradeInvest e a direcção do Serviço de Energia estão, nesta altura, a avaliar o projecto, submetido ao Executivo, há cerca de um ano, no quadro do programa “AquaSun Energia e Água SA”.

A empresa britânica, especializada na criação de modelos de investimentos nos domínios da energia renovável, água e agro-indústrias, submeteu, em 2017, ao Governo um programa de investimentos privados, denominado “AquaSun Energia e Água SA”, que consiste em dois projectos para Santo Antão, no âmbito do desenvolvimento sustentável.

“Na verdade, as Instituições do Estado responsáveis para avaliar este tipo de projecto a ser desenvolvido pela “Aquasun Energia e Água SA” – a Cabo Verde TradeInvest e a Direcção do Serviço de Energia – receberam no ano passado um programa de investimento da Brine Engineering Solution que se encontra neste momento em processo de avaliação e que consiste em dois projetos”, precisa o Executivo, em nota de esclarecimento.

A Brine Engineering Solution, segundo um documento a que a Inforpress teve acesso, pretendia, inicialmente, realizar em Cabo Verde um investimento, estimado entre 42 e 50 milhões de euros, mas o Governo esclarece que o programa é de 23 milhões de euros.

O programa consiste na construção e operacionalização de um parque solar e instalação de uma central de dessalinização de água para o sector agrícola, ambos os projectos a ser implementados no concelho do Porto Novo, na ilha de Santo Antão.

Em Fevereiro, no quadro de uma missão da Brine Engineering Solution a Santo Antão, a Inforpress avançava que essa empresa, com sede em Londres, tinha a autorização do Governo para avançar com um programa de investimentos em Santo Antão e Santiago, à volta de 42 milhões de euros.

Um documento de Brine Engineering Solution referia que este programa de investimentos poderia “estender-se aos 50 milhões de euros, dependendo do desenrolar do processo na parte que diz respeito ao projecto de Santo Antão”.

Porém, a empresa londrina veio a rectificar este valor, explicando que Santiago havia sido retirado desse pacote de investimentos.

O projecto de Santo Antão, segundo a Brine Engineering Solution, consiste na promoção de uma agricultura industrial, com a integração dos agricultores locais num plano de produção controlada para alguns tipos de alimentos, e na construção de um campo de hidroponia para outros tipos de alimentos.

A empresa, que pretende, também, investir no centro de expurgo do Porto Novo, propõe a instalação neste concelho de um parque solar de 2,5 mega watts e montar uma unidade de dessalinização, capaz de produzir, diariamente, 3.500 metros cúbico de água.

A água produzida, através da dessalinização, segundo a fonte, será utilizada para a agricultura e, ao mesmo tempo, permitir o aumento da produção renovável com a redução do uso de combustível fóssil, “um projecto que demonstrará um cenário de como as energias renováveis podem ser utilizadas para o desenvolvimento do sector primário e secundário, assim como gerar empregos e riqueza na região”, explica a Brine Engineering Solution.

A empresa disse ter já iniciado as discussões técnicas e comerciais com a Electra para enquadrar o projecto com os objectivos da concessionária, enquadramento esse que trará “enormes benefícios à gestão da rede e também à optimização da produção através dos combustíveis”, referem ainda os promotores do projecto.

JM/ZS

Inforpress/Fim