Santo Antão: População do Tarrafal de Monte Trigo descontente com estado da iluminação pública nessa povoação

 

Porto Novo, 19 Jan (Inforpress) – A comunidade do Tarrafal de Monte Trigo, no interior do Porto Novo, em Santo Antão, está “descontente” com a situação da iluminação pública nesta zona turística, informou hoje o porta-voz da população, Simão Évora.

Simão Évora, que é operador económico, explicou que, nesta altura, são poucos os pontos de iluminação pública operacionais nessa localidade, que está, “praticamente, às escuras”, situação que, avisou, está a preocupar a população local.

Os utentes, tanto na cidade do Porto Novo, como nas diferentes povoações rurais, têm, insistentemente, alertado para os problemas de iluminação pública neste município santantonense.

Na cidade do Porto Novo, os moradores dos chamados bairros emergentes, como Chã de Viúva, Galinheira, Chã de Matinho Norte e Alto São Tomé Trás, têm manifestado o seu “desagrado” com a falta de iluminação pública nessas comunidades, uma situação, também, já denunciada, por várias vezes, pelas autoridades locais.

Segundo a edilidade porto-novense, o concelho do Porto Novo tem conhecido, nos últimos anos, importantes no domínio da electrificação, mastem-se descurado a questão da iluminação pública, apesar das inquietações dos utentes.

Exorta, por isso, a administração da Electra (Empresa de Electricidade e Água) para a “necessidade premente” do reforço da iluminação pública em todo o município do Porto Novo.

Nos outros municípios de Santo Antão, as populações têm estado, também, a denunciar problemas de iluminação pública nas diferentes comunidades.
JM/JMV
Inforpress/fim