Santo Antão: Municípios trabalham com o Governo na elaboração do cadastro social único da ilha

Porto Novo, 24 Mar (Inforpress) – Santo Antão vai ter, dentro de pouco, o seu cadastro social único, instrumento que já está a ser elaborado pelo Governo, em parceria com os municípios desta ilha, que vai permitir identificar os reais problema sociais das famílias.

Segundo o presidente da Associação dos Municípios de Santo Antão, o cadastro social único desta ilha vai permitir, além de conhecer os reais problemas sociais das populações, também saber que tipo de intervenções terão de ser feitas em cada comunidade.

Orlando Delgado admite que a resolução dos problemas sociais ainda é o principal desafio dos municípios desta ilha, cujos municípios ainda ocupam maior parte do seu tempo a tentar solucionar os problemas das pessoas a todos os níveis (desemprego, habitação social, abastecimento de água).

No âmbito da Programa de Plataforma para o Desenvolvimento Local e Objectivos 2030 em Cabo Verde, financiado pela cooperação luxemburguesa, os municípios de Santo Antão estão, também, a elaborar os seus planos de desenvolvimento local, em que as questões sociais vão n centro das atenções.

Porto Novo, Paul e Ribeira Grande de Santo Antão beneficiam, desde 2017, e por um período de três anos, do programa Plataforma para Desenvolvimento Local e Objectivos 2030, estimado em dois milhões de euros.

O programa visa reforçar a capacidade técnica dos municípios na elaboração dos seus planos estratégicos de desenvolvimento local – horizonte 2030.

Além dos municípios de Santo Antão, o programa Plataforma para Desenvolvimento Local e Objectivos 2030 abrange ainda São Filipe, Santa Catarina do Fogo, Mosteiros, São Salvador do Mundo e Ribeira Grande de Santiago.

JM/CP

Inforpress/fim