Santo Antão/Habitação: Famílias em Lagoa do Planalto Leste aflitas com aproximação da época das chuvas

Porto Novo, 17 Ago (Inforpress) – Várias famílias em Lagoa do Planalto Leste, Santo Antão, que vivem em casas degradadas, dizem-se “aflitas” com a aproximação do período chuvoso e clamam pela intervenção das autoridades municiais nesta ilha na melhoria das suas habitações.

Pelo menos 12 famílias, que residem no chamado bairro da Holanda, construído há 15 anos, com parceria da cooperação holandesa, dizem estar a correr risco de vida, já que os tectos das habitações onde moram, com sinais evidentes de deterioração, ameaçam ruir a qualquer momento.

“As chuvas estão muito próximas e ainda não temos qualquer ajuda de ninguém. A qualquer momento os tectos das casas podem cair. Aliás, já houve situações em que crianças ficaram feridas com a queda de pedaços de betão a partir do tecto das casas” alertou Ivanilda Morais, uma das moradoras do bairro da Holanda.

Marlene Monteiro, outra mulher chefe de família residente neste bairro, lembra que já no ano passado, por esta altura, as famílias tinha pedido a ajuda da Câmara Municipal da Ribeira Grande, mas “o facto é que a situação das casas piorou”, lamentou.

“A situação é mesmo difícil e estamos muito aflitos. Temos crianças que correm riscos porque os tectos das casas podem cair a qualquer hora”, avisou Marlene Monteiro.

A associação comunitária “Luz Viva” de Lagoa do Planalto Leste diz ter já, por algumas vezes, alertado às autoridades municipais para o “péssimo estado” das habitações em toda a zona de Lagoa, mas, sobretudo, para as casas do bairro de Holanda, cujos moradores correm risco de vida.

Manuel Pinto, líder desta associação, informou que vários pedidos de apoio a essas famílias têm sido feitos, mas até agora não houve nada de concreto no sentido de apoiar essas famílias.

JM/CP

Inforpress/Fim